Invest

Procon: resposta dada pela LG sobre fim de smartphones é insatisfatória

Segundo a entidade, a companhia não informou qual o plano de atendimento aos consumidores, incluindo a definição do prazo, entre outros pontos que foram deixados de fora

LG: empresa deixou o  mercado de celulares. (Igor Golovniov/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)/Getty Images)

LG: empresa deixou o mercado de celulares. (Igor Golovniov/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)/Getty Images)

EC

Estadão Conteúdo

Publicado em 15 de abril de 2021 às 18h58.

A Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-SP) considerou insatisfatórias as informações dadas pela LG em razão do encerramento das atividades desenvolvidas pela divisão de smartphones da empresa coreana. Segundo a entidade, a companhia não informou qual o plano de atendimento aos consumidores, incluindo a definição do prazo, entre outros pontos que foram deixados de fora.

"Os esclarecimentos da LG não são satisfatórios e indicam que o consumidor pode acabar prejudicado. O Procon irá notificar a empresa para ajustar sua conduta e apresentar um plano adequado de atendimento que respeite o Código de Defesa do Consumidor", afirma Fernando Capez, diretor executivo do Procon-SP, em nota.

No início de abril, a companhia informou que vai fechar sua unidade de smartphones no mundo inteiro para concentrar esforços em negócios de crescimento mais rápido. Os 430 funcionários das fábricas de telefones celulares da LG no Brasil estão em greve desde o último dia 6 de abril, como protesto.

Acompanhe tudo sobre:CelularesConsumidoresLGProconSmartphones

Mais de Invest

Como declarar doações no Imposto de Renda 2024

Banco do Brasil suspenderá parcelas de consignado INSS para clientes do RS por 60 dias

Desenrola Fies é prorrogado até 31 de agosto; veja como renegociar a dívida

Caixa paga Bolsa Família para novos beneficiários do RS; veja como sacar

Mais na Exame