Minhas Finanças

Os bancos com mais reclamações em agosto, segundo o BC

Queixas mais comuns, em relação aos grandes bancos, dizem respeito a cobranças irregulares de tarifas e débitos em conta não autorizados


	Polegar para baixo: Bancos grandes registraram menos reclamações em agosto, mas os médios tiveram mais queixas do que em julho
 (Stock.xchng)

Polegar para baixo: Bancos grandes registraram menos reclamações em agosto, mas os médios tiveram mais queixas do que em julho (Stock.xchng)

DR

Da Redação

Publicado em 17 de setembro de 2013 às 10h54.

São Paulo - Pela sétima vez consecutiva, o Santander liderou o ranking mensal das instituições mais reclamadas do Banco Central (BC) entre os bancos grandes, com mais de um milhão de clientes. E entre os bancos médios, com menos de um milhão de clientes, o Banco Bonsucesso também aparece como líder do ranking pela sétima vez seguida.

Entre os bancos grandes, a Caixa, que havia saído do ranking no mês passado, voltou ao top 5, no lugar do Banrisul, que saiu da lista. Entre os médios, o conglomerado J. Malucelli, do Paraná Banco, voltou ao top 5, depois de ter saído no mês passado. Já o Banco Pan (ex-Panamericano) saiu do ranking dos cinco mais reclamados em agosto.

Para elaborar o ranking, o BC recebe as queixas dos clientes e analisa se houve descumprimento das normas do Conselho Monetário Nacional (CMN). Dessa forma, o ranking considera apenas as reclamações procedentes. Os dados usados relacionam o número de queixas recebidas pelo banco com o número de clientes para verificar qual deles tem o maior índice relativo de reclamações. Assim, evita-se que alguns bancos apareçam sempre no topo do ranking por causa do maior número de clientes.

Veja a seguir os resultados do ranking de agosto:

Bancos grandes - mais de um milhão de clientes

Em agosto foram registradas 1.826 reclamações procedentes entre os bancos grandes, 217 queixas a menos do que em julho. As principais queixas foram sobre a relização de débitos na conta sem autorização do cliente, sobre problemas na conta-salário e sobre cobrança de tarifas de forma irregular. Abaixo de cada tabela estão relacionados os tipos de reclamação mais recorrentes. 

1º Lugar: Santander

Reclamações procedentes 419
Número de clientes 23.096.498
Índice* 1,81

*Número de reclamações dividido pelo número de clientes e multiplicado por 100.000

Principais reclamações (em ordem decrescente): prestação de serviço de conta-salário de forma irregular; débitos não autorizados; e recusa de realização de serviços.

2º lugar: HSBC**

Reclamações procedentes 74
Número de clientes 5.771.293
Índice* 1,28

*Número de reclamações dividido pelo número de clientes e multiplicado por 100.000

**Trata-se do Conglomerado HSBC, que inclui HSBC Finance Brasil Banco Múltiplo e HSBC Bank Brasil Banco Múltiplo.

Principais reclamações (em ordem decrescente): prestação do serviço de conta-salário de forma irregular, segurança de meios alternativos (operações não conhecidas) e realização de débitos não autorizados.


3º Lugar: Banco do Brasil**

Reclamações procedentes 410
Número de clientes 34.652.147
Índice* 1,18

*Número de reclamações dividido pelo número de clientes e multiplicado por 100.000

**Trata-se do Conglomerado Banco do Brasil, que inclui, além do BB, o BB Banco de Investimento.

Principais reclamações (em ordem decrescente): cobrança irregular de tarifa por serviços não contratados; realização de débitos não autorizados; e prestação de serviços de conta-salário de forma irregular.

4º lugar: Itaú**

Reclamações procedentes 287
Número de clientes 25.908.321
Índice* 1,10

*Número de reclamações dividido pelo número de clientes e multiplicado por 100.000

**Trata-se do Conglomerado Itaú, que inclui, além do Itaú Unibanco, o Banco Fiat, Unicard Banco Múltiplo, Itaú Unibanco Holding, Banco Itaubank, Banco Itaucred Financiamentos, Banco Itauleasing, Banco Itaú BMG Consignado, Unibanco União de Bancos Brasileiros, Banco Itaú BBA, Banco Itaucard e Hipercard Banco Múltiplo.

Principais reclamações (em ordem decrescente): cobrança irregular de tarifa por pacotes de serviços, realização de débitos não autorizados; cobrança irregular de tarifa por serviços prioritários (com exceção de cartão de crédito básico).

5º lugar: Caixa

Reclamações procedentes 430
Número de clientes 53.203.276
Índice* 0,80

*Número de reclamações dividido pelo número de clientes e multiplicado por 100.000

Principais reclamações (em ordem decrescente): realização de débito em conta não autorizado; cobrança irregular de tarifa por serviços não contratados; e esclarecimentos de dúvidas de forma incompleta ou incorreta.


Bancos médios - menos de um milhão de clientes

Em agosto, os bancos médios receberam 369 reclamações de clientes, 77 reclamações a mais do que em julho. Os bancos médios costumam atuar principalmente no fornecimento de crédito a pequenas e médias empresas, na concessão de crédito consignado e em financiamentos de automóveis.

As principais reclamações sobre os bancos médios foram sobre problemas de comunicação, como o esclarecimento de dúvidas de forma incompleta ou incorreta e descumprimento do prazo estipulado para responder dúvidas dos clientes.

1º lugar: Banco Bonsucesso

Reclamações procedentes 63
Número de clientes 1.833
Índice* 3.436,98

*Número de reclamações dividido pelo número de clientes e multiplicado por 100.000

Principais reclamações (em ordem decrescente): cálculo do valor presente para liquidação antecipada do crédito consignado; descumprimento do prazo estipulado para responder dúvidas dos clientes e esclarecimentos de dúvidas de forma incompleta ou incorreta.

2º lugar: BMG**

Reclamações procedentes 146
Número de clientes 6.365
Índice* 2.293,79

*Número de reclamações dividido pelo número de clientes e multiplicado por 100.000

**Trata-se do Conglomerado BMG, que inclui não só o Banco BMG, como também o Banco Cifra e o BCV Banco de Crédito e Varejo.

Principais reclamações (em ordem decrescente): concessão de crédito consignado sem documentação adequada; esclarecimentos de dúvidas de forma incompleta ou incorreta; e restrição à portabilidade do crédito consignado.


3º lugar: Conglomerado J. Malucelli**

Reclamações procedentes 19
Número de clientes 1.260
Índice* 1.507,93

*Número de reclamações dividido pelo número de clientes e multiplicado por 100.000

**Trata-se do Conglomerado J. Malucelli, que inclui o Paraná Banco.

Principais reclamações (em ordem decrescente): descumprimento do prazo estipulado para responder dúvidas dos clientes; e problemas com boletos de pagamento.

4º lugar: Conglomerado BNP Paribas**

Reclamações procedentes 28
Número de clientes 1.904
Índice* 1.470,58

*Número de reclamações dividido pelo número de clientes e multiplicado por 100.000

**Trata-se do Conglomerado BNP Paribas, que inclui, além do BNP Paribas, o Banco BGN.

Principais reclamações (em ordem decrescente): esclarecimentos de dúvidas de forma incompleta ou incorreta; e descumprimento do prazo estipulado para responder dúvidas dos clientes.

5º lugar: Banco Daycoval

Reclamações procedentes 54
Número de clientes 5.821
Índice* 927,67

*Número de reclamações dividido pelo número de clientes e multiplicado por 100.000

Principais reclamações (em ordem decrescente): descumprimento do prazo estipulado para responder dúvidas dos clientes; esclarecimentos de dúvidas de forma incompleta ou incorreta; e restrição à portabilidade de crédito consignado.

Acompanhe tudo sobre:BancosBancos médiosBB – Banco do BrasilBMGBNP ParibasCaixaDaycovalEmpresasEmpresas abertasEmpresas brasileirasEmpresas espanholasEmpresas francesasEmpresas inglesasFinançasHSBCItaúItaúsaMercado financeiroParaná BancoSantander

Mais de Minhas Finanças

Mega-Sena sorteia prêmio acumulado em R$ 42 milhões nesta quinta-feira; veja como apostar

IR 2024: Receita libera consulta ao maior lote da história; veja se você já recebe

Reta final do IR: veja o que acontece se você não declarar dentro do prazo de entrega

Mega-Sena acumulada: quanto rendem R$ 42 milhões na poupança

Mais na Exame