Mercados

Bovespa oscila com ligeiro viés de baixa

Os mercados financeiros globais na expectativa pela decisão de política monetária do Fed, que só será conhecida amanhã


	Visitantes observam preços de ações em monitores da BM&FBovespa, em São Paulo: às 10h08, o Ibovespa tinha leve baixa de 0,05%, aos 53.794,31 pontos
 (Paulo Whitaker/Reuters)

Visitantes observam preços de ações em monitores da BM&FBovespa, em São Paulo: às 10h08, o Ibovespa tinha leve baixa de 0,05%, aos 53.794,31 pontos (Paulo Whitaker/Reuters)

DR

Da Redação

Publicado em 17 de setembro de 2013 às 11h11.

São Paulo - Até a tarde de quarta-feira, 18, a tendência da Bovespa é de oscilar entre leves ganhos e perdas, com os mercados financeiros globais na expectativa pela decisão de política monetária do Federal Reserve, que só será conhecida amanhã.

Contudo, como os negócios locais não encontraram forças para reconquistar os 54 mil pontos, não está descartado um espaço para uma realização de lucros mais intensa. Tudo vai depender do noticiário do dia que, por enquanto, está morno. Às 10h08, o Ibovespa tinha leve baixa de 0,05%, aos 53.794,31 pontos.

Operadores avaliam que os investidores não devem assumir posições mais firmes nos ativos de risco entre esta terça-feira e a quarta-feira, já que é esperada alguma novidade por parte do Banco Central dos Estados Unidos sobre a reversão do programa de compra de bônus. Enquanto isso, os índices futuros das Bolsas de Nova York oscilam entre margens estreitas, agora com ligeiro viés de alta, depois de apontarem para um início de dia no campo negativo.

No horário acima, o futuro do S&P 500 subia 0,08%, já digerindo o aumento dentro do esperado da inflação ao consumidor (CPI), de 0,1%, em agosto ante julho. O núcleo do indicador também avançou 0,1%, em linha com a previsão. Logo mais, às 10 horas, sai o fluxo líquido de capital em julho e, às 11 horas, é a vez do índice de confiança das construtoras em setembro.

Internamente, os profissionais chamam a atenção os indicadores técnicos da Bolsa, que apontam que alguns ativos importantes e o próprio Ibovespa estão se aproximando da faixa considerada de mercado "sobrecomprado".

Acompanhe tudo sobre:B3bolsas-de-valoresEmpresasEmpresas abertasIbovespaMercado financeiroservicos-financeiros

Mais de Mercados

Ibovespa abre sem direção única de olho em PMIs dos EUA e da zona do euro

PMIs da zona do euro e dos EUA, repercussão de falas do Lula e Sabesp: o que move o mercado

Elon Musk vai receber bônus de R$ 305 bilhões como remuneração de acionistas da Tesla

Temores sobre interferência no BC são exagerados e dólar deve cair, diz Gavekal Research

Mais na Exame