Mercados

Subida da Galp não evita leve queda de ações na Europa

A Galp avança para 10,66 euros. O preço do barril de Brent ganha 0,1 pct para 33,4 dólares


	Galp: a Galp avança para 10,66 euros
 (DIVULGAÇÃO)

Galp: a Galp avança para 10,66 euros (DIVULGAÇÃO)

DR

Da Redação

Publicado em 16 de fevereiro de 2016 às 10h32.

Lisboa - O ganho de 2 pct da petrolífera Galp é insuficiente para evitar a leve queda do índice PSI20, numa sessão volátil na Europa, marcada pelo acordo entre a Rússia e a Arábia Saudita para congelar a produção de crude, se outros produtores aderirem, segundo dealers.

O índice português desliza 0,1 pct e o que segue as acções do sector petrolífero e do gás natural na Europa avança 0,5 pct, o grupo de cotadas com melhor performance da Europa.

A Galp avança para 10,66 euros. O preço do barril de Brent ganha 0,1 pct para 33,4 dólares.

Apesar do acordo, a Rússia e a Arábia Saudita frisaram que o acordo depende de outros grandes produtores aderirem, o que é um problema, pois o Irão não está envolvido nas negociações e está determinado em aumentar a produção.

A decisão segue-se ao declínio dos preços do crude há mais de 18 meses, com os preços dos futuros 'benchmark' a cairem mais de dois-terços. A pressão deve-se ao receio de sobreprodução, aliada ao abrandamento da economia global.

A subir, os CTT avançam 0,2 pct, a Semapa 0,8 pct e a telecom NOS 0,1 pct.

Segundo analistas, a corrida ao 'El Dorado' dos multi-milionários conteúdos de futebol pela NOS e pela PT pode culminar numa forte destruição de valor para estas telecoms, pois arriscam uma intervenção restritiva do regulador e o dispendio de mais fundos.

Pela negativa, a Jerónimo Martins perde 0,8 pct. O JP Morgan Cazenove disse que prefere a Jerónimo Martins à Eurocash, na Polónia, referindo que a retalhista portuguesa negoceia a um desconto de 40 pct face à polaca.

A EDP recua 0,8 pct e a Portucel 1,1 pct.

Na banca, o BPI perde 1 pct e as acções do Millennium bcp segue estável em 0,033 euros.

O BCP lançou um processo de solicitação de ofertas para comprar valores mobiliários representativos de dívida de três emissões, até um máximo de 300 milhões de euros (ME), no âmbito da gestão de financiamento e capital.

Fora do PSI20, a Corticeira Amorim ganha 1,2 pct.

O Caixa BI prevê que a Corticeira Amorim apresente o lucro líquido da Corticeira Amorim aumente 29,5 pct para 46,3 milhões de euros (ME) em 2015, apoiado no crescimento das vendas e forte performance operacional que deverão atingir valores recorde. (Por Daniel Alvarenga; Editado por Shrikesh Laxmidas)

Acompanhe tudo sobre:Açõesbolsas-de-valoresEmpresasEmpresas portuguesasEuropaGalp

Mais de Mercados

Magazine Luiza (MGLU3) cai à mínima do ano em dia de AGO sobre grupamento de ações

Casino amarga prejuízo e queda nas vendas no 1º trimestre, após ter deixado controle do GPA

Volkswagen lança plano para aumentar vendas e ampliar participação no mercado da China até 2030

Mais na Exame