Invest

Petrobras propõe aumento de 37% na remuneração de administradores para R$ 54,26 milhões

Segundo a empresa, esse valor se deve principalmente ao reajuste de 43,88% nos honorários mensais da diretoria executiva, que foi aprovado pelo conselho

Petrobras: reajuste para diretoria, aprovado pelo conselho, é principal motivo para aumento na remuneração dos administradores (Wagner Meier/Getty Images)

Petrobras: reajuste para diretoria, aprovado pelo conselho, é principal motivo para aumento na remuneração dos administradores (Wagner Meier/Getty Images)

Raquel Brandão
Raquel Brandão

Repórter Exame IN

Publicado em 28 de março de 2023 às 12h06.

Conselheiros e diretores executivos da Petrobras (PETR3/ PETR4) poderão receber mais neste ano. A companhia está propondo aos acionistas um aumento de 37% na remuneração global dos administradores, para R$ 54,26 milhões. O aumento da remuneração depende da aprovação dos acionistas na Assembleia Geral Ordinária (AGO), que acontece em 27 de abril.

Segundo a empresa, esse valor é em decorrência, principalmente, do reajuste de 43,88% nos honorários mensais da diretoria executiva, que foi aprovado pelo conselho de administração. Esse reajuste ganhou aval dos conselheiros que estão de saída, sendo que Jean Paul Prates, Rosângela Buzanelli, Marcelo Gasparino e Francisco Petros se abstiveram de votar. A nova diretoria toma posse nesta quarta-feira, 29, com mandato até abril de 2025.

O montante global proposto e referente à administração e diretoria também tem a ver com o aumento do provisionamento referente aos Programas de Remuneração Variável, por causa da perspectiva de melhores resultados da companhia, além de refletir a implantação da ajuda de custo e recomposição do auxílio moradia para os diretores executivos.

Leia mais:

De acordo com a empresa, esse reajuste de 43,88% nos honorários da diretoria em relação ao que foi aprovado na AGO, vem repor perdas salariais observadas desde 2013 em relação ao INPC, índice de inflação medido pelo IBGE. Caso o percentual seja aprovado, representa cerca de R$ 43 mil de reajuste no salário da alta cúpula da empresa.

"Ressalta-se que pesquisas de remuneração recentes que evidenciam que a remuneração total anual em 2022 do presidente e dos diretores executivos equivalem a  18,19% e 54,85%, respectivamente, do praticado pelo mercado", diz a empresa em seu texto.

A proposta sugere a fixação dos honorários mensais dos membros do conselho de administração e dos titulares do conselho fiscal em 10% da remuneração média mensal dos membros da diretoria, excluídos os valores relativos à licença remunerada
“férias” e benefícios. Além disso, acrescenta a possibilidade de pagamento de previdência complementar, o que não se tinha na proposta aprovada em 2022 .

Para o comitê de auditoria a proposta é de fixação dos honorários mensais dos membros do comitê de auditoria e
do comitê de auditoria do conglomerado em 40% para o presidente do comitê e 30% para os demais membros, sempre tendo como referência a remuneração da diretoria executiva. Por fim, se propõe aos membros dos demais comitês de assessoramento do conselho de administração um honorário mensal correspondente a 30% da remuneração média mensal da diretoria executiva, também acrescentando a possibilidade de pagamento da previdência complementar.

Veja também:

Acompanhe tudo sobre:Petrobras

Mais de Invest

Como esta gestora brasileira surfou onda das bolsas americanas e rendeu 400% em 5 anos

Quina de São João: confira o resultado e quantas apostas foram sorteadas

Veja o resultado da Mega-Sena, concurso 2740; prêmio acumulado é de R$ 86 milhões

Veja o resultado da Quina especial de São João; prêmio é de R$ 230 milhões

Mais na Exame