Acompanhe:

O minério de ferro afundou depois que um importante encontro de autoridades chinesas para definir políticas econômicas terminou sem grandes promessas de mais estímulo. A cotação da matéria-prima do aço caiu até 3,2% em Singapura, para US$ 131,75 a tonelada.

Após a conferência anual de trabalho econômico do Partido Comunista, as autoridades disseram apenas que a política industrial será a principal prioridade no próximo ano. Foi uma decepção para quem esperava ver a China mudar de abordagem para impulsionar o crescimento e a confiança com estímulos massivos em 2024, disse Eric Zhu, da Bloomberg Economics. O tom dos comentários sobre a política macroeconômica deu poucos indícios de uma postura mais agressiva, disse ele.

Rali do minério de ferro

O minério de ferro ainda é negociado perto do nível mais alto desde fevereiro, depois de se recuperar nos últimos meses com uma série de medidas tomadas pelo governo em Pequim para estimular os gastos com infraestrutura. No entanto, os sinais de que as autoridades não irão reforçar essa abordagem minam as perspectivas para o próximo ano, especialmente porque a China luta contra a deflação.

O otimismo em relação a medidas estímulo esteve bem alto ultimamente, e é provável que os preços do minério de ferro recuem no primeiro semestre do próximo ano, disse Liu Jialiang, vice-presidente de pesquisa da Cofco Futures.

Confira as últimas notícias de Invest:

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Missão técnica da Agricultura vai à China para discutir protocolo sanitário de proteína animal
EXAME Agro

Missão técnica da Agricultura vai à China para discutir protocolo sanitário de proteína animal

Há um dia

Com exportação para China, JBS investe R$ 150 milhões e duplica capacidade em frigorífico no MS
EXAME Agro

Com exportação para China, JBS investe R$ 150 milhões e duplica capacidade em frigorífico no MS

Há um dia

AIE espera que demanda global por petróleo desacelere mais em 2025
Economia

AIE espera que demanda global por petróleo desacelere mais em 2025

Há um dia

38 frigoríficos recém-habilitados pela China devem incrementar R$ 10 bi à balança brasileira
EXAME Agro

38 frigoríficos recém-habilitados pela China devem incrementar R$ 10 bi à balança brasileira

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais