Invest

HSBC anuncia compra de braço britânico do falido SVB

Acordo, feito pelo valor simbólico de uma libra, foi intermediado pelo governo do Reino Unido e pelo Banco da Inglaterra

SVB: Banco quebrou e foi comprado por First Citizens (Ilustração: Pavlo Gonchar/SOPA Images/LightRocket via Getty Images) (Pavlo Gonchar/SOPA Images/LightRocket/Getty Images)

SVB: Banco quebrou e foi comprado por First Citizens (Ilustração: Pavlo Gonchar/SOPA Images/LightRocket via Getty Images) (Pavlo Gonchar/SOPA Images/LightRocket/Getty Images)

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Agência de notícias

Publicado em 13 de março de 2023 às 08h04.

Última atualização em 13 de março de 2023 às 11h42.

O HSBC anunciou nesta segunda-feira, 13, que irá comprar o braço britânico do falido banco americano Silicon Valley Bank (SVB), pelo valor simbólico de uma libra, em um acordo intermediado pelo governo do Reino Unido e pelo Banco da Inglaterra (BoE, pela sigla em inglês).

Em comunicado, o HSBC disse que o SVB UK tinha empréstimos de cerca de 5,5 bilhões de libras e depósitos no valor aproximado de 6,7 bilhões de libras em 10 de março. Já o Tesouro britânico, em comunicado à parte, garantiu que clientes do SVB UK conseguirão ter acesso normal a seus depósitos e serviços bancários.

O que aconteceu com o Silicon Valley Bank?

Nesta sexta-feira, 10, as ações do SVB, controlador do Silicon Valley Bank, caíram mais de 60% depois que divulgou o prejuízo e buscou levantar US$ 2,25 bilhões em capital novo com a venda de novas ações.

Bancos grandes e pequenos registraram quedas acentuadas. O PacWest Bancorp caiu 25% e o First Republic Bank perdeu 17%. Charles Schwab caiu 13%, enquanto o US Bancorp perdeu 7%.

O maior banco da América, JPMorgan Chase, caiu 5,4%.

Por que as ações do Silicon Valley Bank caíram tanto?

A derrota de quinta-feira é outra consequência da campanha agressiva do Federal Reserve, o banco central norte-americano, para controlar a inflação.

O aumento das taxas de juros fez com que o valor dos títulos existentes com pagamentos mais baixos caísse. Os bancos possuem muitos desses títulos, incluindo títulos do Tesouro, e agora estão sentados em gigantescas perdas não realizadas. Fonte: Dow Jones Newswires.

Além disso, quando as taxas de juros sobem, as startups têm mais dificuldade em acessar financiamento com os empréstimos ficando mais caros – e isso alimenta um alto nível de saída de depósitos do SVB, dizem os analistas. Isso gerou uma corrida aos bancos, levando vários clientes do SVB a limitar sua exposição.

Acompanhe tudo sobre:Bancos quebradosCrises em empresasSilicon Valley Bank (SVB)

Mais de Invest

Musk recebe sinal verde de acionistas da Tesla para remuneração bilionária

50 empresas que geraram mais valor aos acionistas; apenas uma é do Brasil

Vale prevê que vendas de minério e aglomerados ao Oriente Médio podem chegar a 67 milhões de t

Onde investir? Veja quem ganha e (quem perde) com a desvalorização do real

Mais na Exame