Acompanhe:

Qualquer alta do mercado acionário americano estará em risco se a incerteza geopolítica aumentar ainda mais, segundo o Goldman Sachs.

Fornecimento de petróleo

O agravamento do conflito Israel-Hamas ameaça afetar o fornecimento de petróleo no Oriente Médio e reduzir o apetite por ativos de risco. Ao mesmo tempo, os investidores continuam preocupados com a trajetória da política monetária do Federal Reserve (Fed, banco central americano) e com o salto dos juros sobre a dívida americana.

Por um lado, o risco geopolítico pode trazer “algum alívio” aos yields, diante da demanda por ativos considerados seguros como os Treasuries americanos, e aumentar a possibilidade de uma postura mais dovish do banco central americano. Mas “um período prolongado de incerteza geopolítica, juntamente com um ambiente macro ainda inflacionário, deve acabar desencadeando preocupações de crescimento”, escreveram estrategistas do Goldman, incluindo Cecilia Mariotti.

Oscilação do índice S&P 500

Neste contexto, a equipe do banco estima que qualquer alta no final do ano seja de curta duração. Até agora, porém, o índice S&P 500 subiu desde o início do conflito. O índice VIX de volatilidade implícita nas opções permanece moderado, negociado abaixo de 20 pontos há mais de 100 dias, o período mais longo em cinco anos.

O estrategista Marko Kolanovic, do JPMorgan, esta semana disse que os investidores devem buscar segurança porque o agravamento das tensões geopolíticas alimentadas pelo conflito no Médio Oriente é um obstáculo a mais para os ativos de risco e para a atividade econômica.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Nestlé registra em 2023 receita de US$ 105,55 bi, recuo de 1,5% ante 2022; lucro cresce 20,9%
seloMercados

Nestlé registra em 2023 receita de US$ 105,55 bi, recuo de 1,5% ante 2022; lucro cresce 20,9%

Há 6 horas

Bolsas da Europa fecham em alta e índice Stoxx 600 tem máxima histórica; Mercedes acelera autos
seloMercados

Bolsas da Europa fecham em alta e índice Stoxx 600 tem máxima histórica; Mercedes acelera autos

Há 6 horas

Nos EUA, JBS entra para clube de bens de consumo e mira grande aquisição: limite é infinito, diz CEO
seloMercados

Nos EUA, JBS entra para clube de bens de consumo e mira grande aquisição: limite é infinito, diz CEO

Há 9 horas

A longa ressaca da bolha financeira no Japão dos anos 1980
seloMercados

A longa ressaca da bolha financeira no Japão dos anos 1980

Há 9 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais