Gol (GOLL4): BTG recomenda compra e vê upside de até 195%

Maiores receitas compensam perdas da empresa com petróleo e alterações de câmbio, avaliam analistas
Aviões da Gol no aeroporto de Congonhas: alta do petróleo e do câmbio não tira atratividade das ações da aérea (Germano Lüders/Exame)
Aviões da Gol no aeroporto de Congonhas: alta do petróleo e do câmbio não tira atratividade das ações da aérea (Germano Lüders/Exame)
Beatriz Quesada
Beatriz QuesadaPublicado em 27/06/2022 às 09:17.

As ações da Gol (GOLL4) ainda podem subir 195% segundo análise do BTG Pactual (do mesmo grupo controlador da EXAME). Em relatório divulgado nesta segunda-feira, 27, os analistas estimam um preço-alvo de R$ 31 para os papéis, o que representa um potencial de valorização de quase 200% frente à última cotação de fechamento, de R$ 10,50. 

A recomendação de compra para a Gol foi reiterada após a empresa promover encontro com investidores na sexta. "O evento reforçou nossa preferência por players com maior exposição nacional, como a Gol, que também possui uma avaliação mais atraente do que seus pares locais”, afirmaram os analistas.

Assine a EXAME e fique por dentro das principais notícias que afetam o seu bolso. Tudo por menos de R$ 0,37/dia

Entre os principais destaques, a Gol foi capaz de compensar os impactos do aumento dos preços dos combustíveis e das taxas de câmbio nas margens. O relatório aponta que as vendas superaram os níveis de 2019, principalmente impulsionadas por rendimentos mais altos, refletindo o repasse de câmbio e preços do petróleo, enquanto a capacidade está conservadoramente abaixo dos níveis do mesmo ano para preservar a maior utilização das aeronaves. 

Outro ponto positivo são as viagens corporativas, que apresentaram forte recuperação desde fevereiro. “A estratégia de gestão de oferta tem sido apoiada pela forte recuperação da demanda de tráfego corporativo, que é menos sensível ao preço do que as outras categorias. Além disso, para combater a volatilidade dos preços do petróleo e do câmbio, a Gol adicionou alguns hedges [proteções] extras à sua posição mínima normal”, informou o relatório.

A Gol reafirmou sua projeção para ano de 2022, com Ebitda (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização, na sigla em inglês) esperado de R$ 3,3 bilhões.