Ex-CFO do IRB é processado por história falsa de investimento de Buffett

Executivo é acusado de fabricar documentos e fornecer declarações falsas a investidores e analistas
Empresa do megainvestidor Warren Buffett negou ter investimento no IRB (Getty Images/Christopher Goodney/Bloomberg via)
Empresa do megainvestidor Warren Buffett negou ter investimento no IRB (Getty Images/Christopher Goodney/Bloomberg via)
Por BloombergPublicado em 18/04/2022 16:08 | Última atualização em 18/04/2022 16:10Tempo de Leitura: 2 min de leitura

O ex-CFO do IRB (IRBR3) foi processado pela Comissão de Valores Mobiliários (SEC) dos Estados Unidos por supostamente usar uma história falsa sobre um investimento da Berkshire Hathaway Inc. para aumentar o preço das ações da empresa. As informações constam em comunicado da SEC divulgado nesta segunda-feira, 18.

O regulador processou Fernando Passos, ex-vice-presidente de finanças e relações com investidores do IRB, alegando que ele plantou a história falsa de que a empresa do megainvestidor Warren Buffett investiu no IRB. Segundo o documento, Passos foi acusado de fabricar documentos e ordenar que eles fossem fornecidos à mídia, fazendo com que o IRB desse declarações falsas e enganosas diretamente aos investidores e para ao menos um analista de valores mobiliários.

Não perca as últimas tendências do mercado: assine a EXAME por menos de R$ 0,37 e receba notícias em primeira mão.

Relembre o caso

No dia 27 de fevereiro de 2020, as ações do IRB dispararam após a notícia de que a Berkshire Hathaway teria aproveitado a baixa das ações da resseguradora para ampliar a sua participação na empresa. Antes da notícia, as ações da IRB acumulavam queda de mais de 30% na bolsa após gestora fluminense Squadra publicar duas cartas aos acionistas afirmando que estava operando short na IRB, ou seja, estava na posição vendida, visando obter lucro com a desvalorização do ativo. 

A empresa de Buffett, no entanto, negou a informação da compra no dia 3 de março, levando os papéis do IRB a uma queda de mais de 35%. "A Berkshire Hathaway não é atualmente acionista do IRB, nunca foi uma acionista do IRB e não tem intenção de ser acionista do IRB", afirmou a empresa de investimentos do bilionário norte-americano em comunicado.

Veja Também

ESG: histórico, materialidade e relevância
Um conteúdo Bússola
Há 3 horas • 6 min de leitura

ESG: histórico, materialidade e relevância