Caixa Seguridade mostra direção: é hora de apostar em seguradoras?

Empresa de seguros da Caixa divulga o resultado no fim do dia; BB Seguridade e Porto Seguro mostraram perspectivas favoráveis para os próximos trimestres
Caixa Seguradora divulga os resultados trimestrais nesta terça-feira, dia 15 | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil (Agência Brasil/Marcelo Camargo)
Caixa Seguradora divulga os resultados trimestrais nesta terça-feira, dia 15 | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil (Agência Brasil/Marcelo Camargo)
Por Da RedaçãoPublicado em 15/02/2022 07:08 | Última atualização em 15/02/2022 08:06Tempo de Leitura: 3 min de leitura

Esta reportagem faz parte da newsletter EXAME Desperta. Assine gratuitamente e receba todas as manhãs um resumo dos assuntos que serão notícia.

A Caixa Seguridade (CXSE3) divulga os resultados do quarto trimestre de 2021 nesta terça-feira, dia 15, depois do fechamento do mercado.

O setor de seguros tem sido um dos destaques da temporada de resultados, na medida em que a BB Seguridade (BBSE3) superou as estimativas, enquanto a Porto Seguro (PPSA3) foi afetada pelo aumento da sinistralidade (o acionamento da apólice) no segmento de automóveis, seu principal negócio, mas em resultado que havia sido antecipado pelo investidor por meio da queda prévia das ações e que deve ser revertido mais adiante.

Não perca a CEO Conference: presidenciáveis e líderes da política e da economia reunidas para debater as transformações e os rumos de 2022. Veja como participar

Segundo analistas, o aumento dos preços de autopeças de reposição vai se refletir em prêmios (o valor pago pelo segurado na contratação da apólice) mais elevados nos próximos trimestres.

Nos dois casos, as ações registraram valorização na casa de 10% e 7% nos pregões seguintes aos resultados, respectivamente.

Segundo os analistas Eduardo Rosman, Thiago Paura e Ricardo Buchpiguel, do BTG Pactual (BPAC11), tanto os resultados do quarto trimestre como o guidance (projeções) para 2022 revelados pela BB Seguridade foram mais fortes que o esperado.

Eles destacaram o lucro da BrasilSeg, a principal unidade da seguradora, que veio 21% acima de suas estimativas para o quarto trimestre, em 540 milhões de reais -- um crescimento de 65% na base trimestral e de 31% na base anual.

Em relação ao guidance, o ponto médio da projeção indica um crescimento acima de 35% no lucro neste ano. O lucro líquido ficaria próximo de 5,4 bilhões de reais, traduzindo-se em 8x o P/L 2022.

"A ação já está se recuperando de recentes pressões [...]. Embora tenhamos um rating neutro para BBSE3, nós acreditamos que os números do quarto trimestre e o guidance para 2022 sejam gatilhos positivos para a ação."

O que esperar da Caixa Seguridade

A expectativa do mercado é que a Caixa Seguridade confirme o momento positivo do setor. Segundo os analistas Marcelo Telles, CFA, Daniel Vaz e Bruna Amorim, do Credit Suisse, com base nos números da Susep (a autarquia do setor) de dezembro, a empresa deve reportar lucro em torno de 580 milhões no quarto trimestre. Isso significaria um crescimento significativo de quase 20% em relação ao terceiro trimestre, 2,2% acima do consenso de mercado.

O resultado pode vir em razão da normalização dos índices de perdas, casado com o crescimento dos prêmios; melhora dos resultados financeiros; e a receita com corretagem capturando 100% dos custos de aquisição de subsidiárias, apontam os analistas em relatório a clientes distribuído na última quinta, dia 10.

A recomendação dos analistas do banco de investimento é de outperform para a ação, o que seria equivalente a uma indicação de compra.

Segundo eles, o preço atual (de 9,08 reais na quinta, versus 9,38 reais ontem) não precifica os fortes lucros que estão por vir, junto com o valuation descontado (de 8,2x o P/L 2022), o dividend yield atrativo e o upside potencial.

O preço-alvo para a ação em 12 meses é de 12,50 reais, o que implica um potencial de alta acima de 30%.