Acompanhe:

Buffett diz que mais quebras de bancos nos EUA são prováveis

O investidor alertou que ações de bancos problemáticos não são investimentos de valor porque os acionistas provavelmente perderão tudo, mesmo que o governo entre para proteger os correntistas

Modo escuro

Continua após a publicidade
Warren Buffet: o investidor disse que está disposto a apostar que nenhum correntista perderá dinheiro nos próximos 12 meses (foto/Getty Images)

Warren Buffet: o investidor disse que está disposto a apostar que nenhum correntista perderá dinheiro nos próximos 12 meses (foto/Getty Images)

Warren Buffet disse que é provável que mais bancos quebrem nos EUA, mas que os correntistas não precisam temer a perda de seus fundos.

“As quebras de bancos ainda não terminaram”, disse o bilionário e CEO da gigante de investimentos Berkshire Hathaway, em entrevista à CNBC nesta quarta-feira. Decisões erradas de bancos não deveriam “levar ao pânico todos os cidadãos dos EUA com algo sobre o qual eles não precisam entrar em pânico”.

Buffett disse que está disposto a apostar que nenhum correntista perderá dinheiro nos próximos 12 meses. Mesmo assim, o investidor alertou que ações de bancos problemáticos não são investimentos de valor porque os acionistas provavelmente perderão tudo, mesmo que o governo entre para proteger os correntistas.

“Eles não vão salvar os acionistas”, disse Buffett, perguntado se ações de bancos regionais que despencaram, como as do First Republic Bank, seriam uma pechincha.

Buffett disse que a forma como é estruturada a FDIC, a agência responsável pela estabilidade do setor bancário nos EUA, garantirá que o governo federal não perca dinheiro ao intervir em bancos quebrados.

“O público tem a impressão de que a FDIC é o governo dos EUA ”, disse Buffett. “Mas os custo da FDIC, incluindo os custo de seus funcionários e tudo mais, são pago pelos bancos. Portanto, os bancos nunca custaram um centavo ao governo federal.”

As vendas de ações de bancos da Berkshire não representam críticas à administração desses bancos, disse Buffett, mas sim seu sentimento de esfriamento do setor de forma mais ampla.

Buffett disse que o Bank of America é um banco de que ele ainda gosta. “Eu gosto muito do Brian Moynihan”, disse Buffett sobre o CEO do BofA.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Crédito puxa BB, Caixa e Itaú, e lucro dos 5 maiores bancos vai a R$ 107,5 bi em 2023
seloMercados

Crédito puxa BB, Caixa e Itaú, e lucro dos 5 maiores bancos vai a R$ 107,5 bi em 2023

Há 17 horas

Inflação na zona do euro segue em baixa em fevereiro, a 2,6%
Economia

Inflação na zona do euro segue em baixa em fevereiro, a 2,6%

Há um dia

Brasil sobe duas posições e fecha 2023 como a 9ª economia do mundo; veja lista completa
Economia

Brasil sobe duas posições e fecha 2023 como a 9ª economia do mundo; veja lista completa

Há um dia

Incêndio no Texas é tão grande que pode ser visto do espaço
Mundo

Incêndio no Texas é tão grande que pode ser visto do espaço

Há 2 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais