Acompanhe:

Braskem (BRKM5) tem recomendação elevada por UBS e lidera altas no Ibovespa

Em relatório divulgado nesta quarta-feira, 29, o banco suíço projeta 'riscos limitados' e recuperação gradual

Modo escuro

Continua após a publicidade
Braskem (BRKM5): analistas apontam para recuperação gradual da petroquímica entre 2024 e 2025 (Jefferson Bernardes/ Agência Preview/Divulgação)

Braskem (BRKM5): analistas apontam para recuperação gradual da petroquímica entre 2024 e 2025 (Jefferson Bernardes/ Agência Preview/Divulgação)

As ações da Braskem (BRKM5) tiveram recomendação elevada pelo UBS BB. Em relatório divulgado nesta quarta-feira, 29, o banco suíço projeta riscos limitados após o recente desempenho negativo da companhia e uma recuperação gradual entre o ano que vem e 2025. 

Sob esse cenário, o UBS elevou a recomendação para as ações BRKM5 de venda para neutra. Junto a isso, o preço-alvo também foi atualizado, saindo de R$ 20 para R$ 22 — valor que representa upside de 10% em relação ao preço no fechamento da última terça-feira, 28.

Por volta das 14h30 desta quarta-feira, os papéis da Braskem lideravam entre as altas do Ibovespa, avançando 4,60%.

UBS eleva BRKM5 para neutro

Os analistas do UBS BB avaliam que as ações da Braskem caíram 40% desde a última alta da companhia, em junho deste ano. No acumulado do ano, a desvalorização foi de 15%. Com isso, os papéis da petroquímica ficaram com multiplicador EV/Ebitda (valor da companhia sobre a sua geração de caixa) em 5,5 vezes para 2024 — em linha com a sua média histórica. 

“Projetamos uma recuperação gradual do spread ao longo de 2024 e 2025, levando-nos a estimar um Ebitda intermediário durante o último ano”, escrevem os analistas. A tese é apoiada pela previsão do banco de que o spread da Chemical Market Analytics (CMA) tenha uma recuperação das mínimas que foram registradas recentemente. 

Outro ponto que o banco suíço destaca é o potencial acordo com a Adnoc, que fez uma proposta de R$ 37,29 por ação BRKM5. Segundo os analistas, o movimento “melhorou” o valor e condições das ofertas feitas pelas companhias interessadas na petroquímica, embora ainda haja desafios pela frente, como o passivo de Alagoas, os riscos da CPI do Senado e a incerteza em relação a potenciais direitos dos sócios minoritários. 

Confira as últimas notícias de Invest:

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Como receber dividendos ainda em março? Bradesco (BBDC3, BBDC4) e Vale (VALE3) estão na lista
seloMercados

Como receber dividendos ainda em março? Bradesco (BBDC3, BBDC4) e Vale (VALE3) estão na lista

Há 8 horas

Ações da Cogna (COGN3) caem 13% em fevereiro; veja quais foram as maiores quedas do Ibovespa no mês
seloMercados

Ações da Cogna (COGN3) caem 13% em fevereiro; veja quais foram as maiores quedas do Ibovespa no mês

Há 8 horas

Petz (PETZ3) dispara quase 30% em fevereiro no Ibovespa; saiba quais foram as maiores altas do mês
seloMercados

Petz (PETZ3) dispara quase 30% em fevereiro no Ibovespa; saiba quais foram as maiores altas do mês

Há 8 horas

“Não sabemos o que o mercado ainda espera de nós”, diz CFO do Banco do Brasil
seloMercados

“Não sabemos o que o mercado ainda espera de nós”, diz CFO do Banco do Brasil

Há 13 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais