Acompanhe:

Braskem (BRKM5) tem recomendação elevada por UBS e lidera altas no Ibovespa

Em relatório divulgado nesta quarta-feira, 29, o banco suíço projeta 'riscos limitados' e recuperação gradual

Modo escuro

Continua após a publicidade
Braskem (BRKM5): analistas apontam para recuperação gradual da petroquímica entre 2024 e 2025 (Jefferson Bernardes/ Agência Preview/Divulgação)

Braskem (BRKM5): analistas apontam para recuperação gradual da petroquímica entre 2024 e 2025 (Jefferson Bernardes/ Agência Preview/Divulgação)

As ações da Braskem (BRKM5) tiveram recomendação elevada pelo UBS BB. Em relatório divulgado nesta quarta-feira, 29, o banco suíço projeta riscos limitados após o recente desempenho negativo da companhia e uma recuperação gradual entre o ano que vem e 2025. 

Sob esse cenário, o UBS elevou a recomendação para as ações BRKM5 de venda para neutra. Junto a isso, o preço-alvo também foi atualizado, saindo de R$ 20 para R$ 22 — valor que representa upside de 10% em relação ao preço no fechamento da última terça-feira, 28.

Por volta das 14h30 desta quarta-feira, os papéis da Braskem lideravam entre as altas do Ibovespa, avançando 4,60%.

UBS eleva BRKM5 para neutro

Os analistas do UBS BB avaliam que as ações da Braskem caíram 40% desde a última alta da companhia, em junho deste ano. No acumulado do ano, a desvalorização foi de 15%. Com isso, os papéis da petroquímica ficaram com multiplicador EV/Ebitda (valor da companhia sobre a sua geração de caixa) em 5,5 vezes para 2024 — em linha com a sua média histórica. 

“Projetamos uma recuperação gradual do spread ao longo de 2024 e 2025, levando-nos a estimar um Ebitda intermediário durante o último ano”, escrevem os analistas. A tese é apoiada pela previsão do banco de que o spread da Chemical Market Analytics (CMA) tenha uma recuperação das mínimas que foram registradas recentemente. 

Outro ponto que o banco suíço destaca é o potencial acordo com a Adnoc, que fez uma proposta de R$ 37,29 por ação BRKM5. Segundo os analistas, o movimento “melhorou” o valor e condições das ofertas feitas pelas companhias interessadas na petroquímica, embora ainda haja desafios pela frente, como o passivo de Alagoas, os riscos da CPI do Senado e a incerteza em relação a potenciais direitos dos sócios minoritários. 

Confira as últimas notícias de Invest:

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Carteira recomendada do BTG para março tira Vale (VALE3) e amplia exposição a setores mais cíclicos
seloOnde Investir

Carteira recomendada do BTG para março tira Vale (VALE3) e amplia exposição a setores mais cíclicos

Há 15 horas

Ibovespa fecha em alta com surpresa (positiva) do PIB de 2023
seloMercados

Ibovespa fecha em alta com surpresa (positiva) do PIB de 2023

Há um dia

Como receber dividendos ainda em março? Bradesco (BBDC3, BBDC4) e Vale (VALE3) estão na lista
seloMercados

Como receber dividendos ainda em março? Bradesco (BBDC3, BBDC4) e Vale (VALE3) estão na lista

Há 2 dias

Ações da Cogna (COGN3) caem 13% em fevereiro; veja quais foram as maiores quedas do Ibovespa no mês
seloMercados

Ações da Cogna (COGN3) caem 13% em fevereiro; veja quais foram as maiores quedas do Ibovespa no mês

Há 2 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais