Bradesco (BBDC3/BBDC4) pagará R$ 2 milhões em forma de juros sobre capital próprio

O pagamento do valor bruto de R$ 2 milhões refere-se ao primeiro semestre de 2022 sobre as ações ordinárias e preferenciais
Banco Bradesco: pagamento dos juros está previsto para acontecer no dia 30 de junho (Eduardo Frazão/Exame)
Banco Bradesco: pagamento dos juros está previsto para acontecer no dia 30 de junho (Eduardo Frazão/Exame)
Por Fernanda BastosPublicado em 10/06/2022 11:28 | Última atualização em 10/06/2022 11:28Tempo de Leitura: 2 min de leitura

O Banco Bradesco (BBDC3/BBDC4) informou aos acionistas que foi aprovada a proposta de pagamento dos juros sobre o capital próprio intermediários. O comunicado foi publicado na última quinta-feira, 9 de junho.

O pagamento do valor bruto de R$ 2 milhões do Bradesco diz respeito ao primeiro semestre de 2022. Por esse motivo, a quantia refere-se a R$0,178723065 por ação ordinária e R$ 0,196595372 por
ação preferencial.

Assine a EXAME e fique por dentro das principais notícias que afetam o seu bolso. Tudo por menos de R$ 0,37/dia

“Serão beneficiados os acionistas que estiverem inscritos nos registros da sociedade em 20 de junho deste ano (data-base de direito), passando as ações a ser negociadas “ex direito" aos juros intermediários a partir de 21 do mesmo mês”, comentou o Leandro de Miranda Araujo, diretor-executivo e de RI do banco, em fato relevante.

O pagamento será feito no final deste mês, em 30 de junho, com o valor líquido de R$ 0,151914605 para ações ordinárias e R$ 0,167106066, para preferenciais. Contando, assim, com o imposto de renda de 15% na fonte, mas vale lembrar que PJs são excluídos da taxação.

Quem pode receber o benefício

Os juros sobre as ações estão disponíveis para os acionistas com ações depositadas no banco que mantêm os dados cadastrais e bancários atualizados, "mediante crédito a ser efetuado nas contas correntes em instituições financeiras por eles indicadas", comenta a Araujo.

Outra categoria de beneficiários são os acionistas com ações depositadas na B3, "por intermédio das instituições e/ou corretoras que mantêm suas posições em custódia", afirma o Bradesco.

Ações em queda

Em um acumulado anual, as ações do Bradesco acumulam desvalorização de mais de 20%. Hoje, as ações da companhia abriram o pregão em queda. Por volta das 10h26 desta sexta-feira, 10, o papel das ações preferenciais (BBDC4) estava em queda de 1,60% alcançando R$ 19,09 por ação. Enquanto as ações ordinárias da empresa (BBDC3) alcançaram R$ 15,82 com queda de 1,82%.