Invest

Banco da Inglaterra evitou ameaça à estabilidade do sistema financeiro, diz Bailey

Presidente do BoE disse "haver tensão" entre apertar a política monetária atuar no alívio da ameaça à economia britânica

Libra esterlina: moeda do Reino Unido (Caiaimage/Adam Gault/Getty Images)

Libra esterlina: moeda do Reino Unido (Caiaimage/Adam Gault/Getty Images)

EC

Estadão Conteúdo

Publicado em 15 de outubro de 2022 às 13h52.

O presidente do Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês), Andrew Bailey, afirmou que a intervenção feita pela autoridade monetária por meio da compra de títulos do governo britânico - os chamados Gilts, evitou uma crise maior. Em duas semanas, o BC adquiriu cerca de 20 bilhões de libras em títulos para tentar impedir que a turbulência se espalhasse.

De acordo com Bailey, movimentos violentos vistos nos mercados financeiros do Reino Unido nas últimas semanas colocaram em evidência as falhas na estratégia e na estrutura de uma parte importante de muitos fundos de pensão. "O Banco da Inglaterra teve de intervir para lidar com uma ameaça à estabilidade do sistema financeiro, nosso outro objetivo central", disse, durante evento anual do Grupo dos Trinta (G30), organismo internacional e que reúne os principais financiadores e acadêmicos do mundo.

De acordo com ele, pode parecer "haver tensão" entre apertar a política monetária e comprar dívida do governo para aliviar uma ameaça crítica à estabilidade financeira. Isso explica, conforme o banqueiro central, porque as ações do BoE são "estritamente temporárias" e foram projetadas para fazer o "mínimo necessário".

Segundo ele, o banco central tem de ter a capacidade de fazer intervenções de política monetária e de estabilidade financeira ao mesmo tempo. "Como banco central, temos de ser capazes de fazer as duas coisas, e a qualquer momento. Não podemos nos recusar a fazer um porque parece estar em desacordo com o outro" afirmou.

Acompanhe tudo sobre:Banco CentralInglaterraLibra esterlinaReino Unido

Mais de Invest

Posso deixar 100% dos meus bens para quem eu quiser em um testamento?

Quanto rende R$ 50 mil na poupança? E em outros investimentos?

O que é melhor: testamento ou doação em vida?

Quanto rende R$ 1 milhão a 120% do CDI?

Mais na Exame