Invest

Atom anuncia aquisição do Cebrac e ingressa em cursos profissionalizantes

Transação ocorrerá por meio da compra de 51% da empresa, no valor de R$ 12,75 milhões que serão pagos à vista com recursos próprios

Cebrac: Atom adquire 51% da empresa e passa a atuar no nicho de cursos profissionalizantes (CEBRAC/Divulgação)

Cebrac: Atom adquire 51% da empresa e passa a atuar no nicho de cursos profissionalizantes (CEBRAC/Divulgação)

Rebecca Crepaldi
Rebecca Crepaldi

Repórter de finanças

Publicado em 14 de novembro de 2023 às 18h21.

Última atualização em 14 de novembro de 2023 às 18h46.

A Atom (ATOM3), empresa de educação financeira que tem a EXAME como acionista, anunciou nesta terça-feira, 14, a aquisição do Cebrac (Centro Brasileiro de Cursos), franqueadora de uma rede de cursos profissionalizantes. Um dos objetivos da aquisição, segundo José Joaquim Paifer, fundador da Atom, é expandir o portfólio para penetrar em nichos em que hoje a Atom não atua.

“A Atom é muito focada na parte de educação financeira, como trading e renda extra. Já os cursos profissionalizantes englobam outras áreas. Nós encontramos uma companhia que atua na formação de todas elas e permite que as pessoas possam trabalhar imediatamente", diz Joaquim Paifer. "Além disso, é um público mais jovem do que o público da Atom. Conseguimos observar essa complementaridade entre os dois, porque abre um nicho de mercado e traz para a companhia uma sinergia entre públicos.”

Somado à expansão de portfólio, o fundador destaca a atuação presencial que a Atom passará a ter com a aquisição. O Cebrac, hoje, está presente em 20 estados brasileiros, com 80 franquias e mais de 50 mil alunos. O faturamento da empresa gira em torno de R$ 140 milhões anuais. Com a união dos negócios, a Atom, segundo Paifer, poderá atingir um potencial de faturamento de R$ 200 milhões e mais de 80 mil alunos.

“É bem importante o tamanho que as companhias passarão a ter. Hoje, a Atom é uma companhia que fatura seus R$ 30 a R$ 40 milhões e que tem uma distribuição 100% online, mas agora passa a ter uma distribuição presencial, aumentando o nicho de atuação e trazendo uma diversificação maior, multissetorial. Tudo isso é bastante importante para vislumbrar perspectivas de crescimento para a companhia”, comenta o fundador.

Com a aquisição, a Atom passa a deter 51% do Cebrac pelo valor de R$ 12,75 milhões, que serão pagos à vista com recursos próprios. Por ter sido realizada por meio da Atom Traders, a transação não depende da aprovação da assembleia geral da companhia, mas aguarda a aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Franqueadora renomada

Outro fator que pesou na decisão, segundo Joaquim Paifer, foi a “excelência do Cebrac”. A franqueadora, há 14 anos consecutivos, possui o Selo de Excelência da ABF (Associação Brasileira de Franchising), além de ser premiada por diversos anos com cinco estrelas no “Prêmio Melhor Franquia do Brasil” pelo Pequenas Empresas Grandes Negócios (PEGN) e, em 2023, no “Melhores & Maiores” pela Revista EXAME.

“Tudo isso credencia a parte qualitativa da companhia e o que estávamos observando. Os cursos profissionalizantes são a porta de entrada para o primeiro emprego das pessoas. As pessoas vão buscar esse tipo de qualificação para que elas tenham um emprego em uma velocidade mais rápida”, afirma o fundador.

O Cebrac trabalha com uma metodologia própria, focada em cursos profissionalizantes nos segmentos de empreendedorismo, sustentabilidade e responsabilidade social, para um público de Ensino Básico e Médio, de 14 a 24 anos, em diversas áreas como assistente administrativo, farmácia, inglês e informática.

Acompanhe tudo sobre:Atom educacionalCursosFusões e AquisiçõesCade

Mais de Invest

Petrobras (PETR4), inflação americana, união da Auren e AES Brasil: o que move o mercado

Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 25 milhões nesta quinta-feira

Bolsas da Europa operam em baixa modesta, após longa sequência positiva

Bolsas da Ásia e Pacífico fecham em alta, após recordes em NY com CPI dos EUA

Mais na Exame