Invest

Anglo American vai reestruturar operações após rejeitar nova oferta da BHP

Proposta feita no início do mês chegou a US$ 42,6 bilhões

Publicado em 14 de maio de 2024 às 06h56.

Última atualização em 14 de maio de 2024 às 08h01.

Após rejeitar uma segunda proposta de compra feita pela BHP, a Anglo American planeja reestruturar algumas operações, até para se proteger de novas investidas da concorrente. A Anglo deve se desfazer das unidades de platina e diamantes, segundo informações da Dow Jones.
A multinacional também deve desmembrar a parte da carvão, enquanto ainda analisa o que fazer com sua operação de níquel. "Esperamos que um negócio radicalmente mais simples proporcione uma criação de valor sustentável por meio de uma mudança gradual no desempenho operacional e na redução de custos", disse o presidente-executivo, Duncan Wanblad.
O interesse da BHP na Anglo é parcialmente motivado pelo desejo de aumentar seu acesso ao cobre, metal estratégico para a transição energética e que representa cerca de 30% da produção da Anglo American - o portfólio inclui ativos no Chile e no Peru.

"Desvalorizada" pela BHP

A Anglo American rejeitou a nova oferta de US$ 42,6 bilhões que recebeu da BHP na segunda-feira, dizendo que "continua sendo desvalorizada" pela maior mineradora do mundo.

Em 25 de abril, a companhia listada em Londres recebeu uma proposta de US$ 39 bilhões. Na ocasião, a Anglo classificou a oferta como "oportunista" e que diluiria o valor de seus acionistas em relação aos da BHP.

A nova oferta, feita em 7 de maio, foi 10% maior do que a primeira, ou um aumento de 15% na relação de troca de ações para elevar a participação agregada dos acionistas da Anglo American no futuro grupo de 14,8% para 16,6%.

"Ficamos muito desapontados que a segunda proposta foi rejeitada", disse o CEO da BHP, Mike Henry, em comunicado. A união das duas criaria a maior mineradora do mundo, controlando 10% desse mercado no mundo.

"A proposta da BHP (...) deixa a Anglo American, seus acionistas e partes interessadas, desproporcionalmente em risco devido à incerteza substancial e ao risco de execução criados pela proposta", falou o presidente do conselho da Anglo American, Stuart Chambers.

As ações da Anglo caíram 2,3% enquanto os papéis da BHP tiveram valorização de 0,8% antes do anúncio da segunda-feira.

No portfólio da Anglo também há platina, minério de ferro, carvão, diamantes e um projeto de fertilizantes.
Acompanhe tudo sobre:Anglo AmericanBHP BillitonMineração

Mais de Invest

Veja o resultado da Mega-Sena, concurso 2739; prêmio acumulado é de R$ 58,9 milhões

Quanto rende R$ 1 bilhão na poupança? E em outros investimentos?

9 Dicas de finanças para ter mais dinheiro todo mês

ETFs de Small Caps: entenda o que são e como investir

Mais na Exame