Acompanhe:

Em meio à busca por uma solução para sua crise financeira, o grupo francês Casino detalhou na terça-feira, 4, os dois planos de investidores interessados em resgatar a operação. Um deles é o plano de investimento de 1,35 bilhão de euros liderado pelo bilionário tcheco Daniel Kretinsky. A proposta supera uma oferta concorrente apoiada por Xavier Niel, empresário do setor de telecomunicações. Na manhã desta quarta-feira, 05, as ações da empresa despencavam 32,81% em Paris.

O objetivo dessa injeção de capital é atender à meta estabelecida pelo próprio Casino, de angariar 900 milhões de euros em novos recursos, visando fortalecer seu balanço patrimonial. Atualmente, a empresa enfrenta uma dívida insustentável de 6,4 bilhões de euros e busca estabilizar sua situação financeira.

Entretanto, esse investimento é apenas o primeiro passo de um amplo plano de reestruturação do Casino, que precisa ser finalizado até o final de julho. O processo exigirá um acordo com os detentores de dívida, supervisionado pelo Ministério das Finanças francês.

Duas ofertas concorrentes para injetar novo capital no Casino foram divulgadas após o fechamento do mercado. A primeira oferta é do veículo de investimento de Kretinsky, a EP Global Commerce, com apoio do bilionário Marc Ladreit de Lacharriere por meio da Fimalac. Eles se comprometeram a injetar 860 milhões de euros, enquanto os detentores de dívida não garantida contribuiriam com 290 milhões de euros e os acionistas existentes com 200 milhões de euros.

Proposta da 3F Holding

A outra proposta é da 3F Holding, liderada por Xavier Niel, juntamente com o banqueiro Matthieu Pigasse e o empresário Moez-Alexandre Zouari. Eles planejam trazer 900 milhões de euros em novos recursos, dos quais metade seria em forma de novo capital e a outra metade por meio de uma nova dívida sênior sob condições financeiras rigorosas.

Ambas as ofertas de novo capital resultariam em uma reestruturação na governança do Casino. As propostas serão apresentadas aos representantes dos detentores de dívida em uma reunião organizada pelo Ministério das Finanças da França.

O Casino enfrenta problemas financeiros devido a anos de negociações movidas por dívidas. As recentes perdas de participação no mercado e quedas na receita levaram a empresa, que é o sexto maior varejista da França, à beira da falência. A empresa precisa lidar com 3 bilhões de euros em dívidas que vencem em 2024 e 2025, o que torna a reestruturação da dívida inevitável.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
BREAKING: GPA quer oferta de até R$ 1 bi, com diluição do Casino
Exame IN

BREAKING: GPA quer oferta de até R$ 1 bi, com diluição do Casino

Há 2 meses

BofA corta preço de Pão de Açúcar (PCAR3) em mais de 75% após spin-off do Êxito
seloOnde Investir

BofA corta preço de Pão de Açúcar (PCAR3) em mais de 75% após spin-off do Êxito

Há 5 meses

A derrocada de Jean-Charles Naouri no Casino e o futuro do grupo controlador do GPA
seloMercados

A derrocada de Jean-Charles Naouri no Casino e o futuro do grupo controlador do GPA

Há 7 meses

Casino abre caminho para ceder controle a investidor estrangeiro
seloMercados

Casino abre caminho para ceder controle a investidor estrangeiro

Há 7 meses

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais