Inteligência Artificial

Qual é o código? Scanntech lança IA que reconhece alimentos na hora de pesar no caixa

Permitindo agilidade e precisão, atendentes de supermercados já podem delegar a tarefa de descobrir se é banana é prata ou nanica para a inteligência artificial

Frutas no supermercado: Banana prata ou nanica, caberá à IA descobrir (FG Trade/Getty Images)

Frutas no supermercado: Banana prata ou nanica, caberá à IA descobrir (FG Trade/Getty Images)

André Lopes
André Lopes

Repórter

Publicado em 13 de novembro de 2023 às 11h26.

Última atualização em 16 de novembro de 2023 às 17h35.

A Scanntech, empresa uruguaia de inteligência de dados para o varejo, anunciou nesta segunda-feira, 13, o lançamento de uma nova ferramenta com inteligência artificial (IA) capaz de identificar produtos de peso variável como frutas e verduras. Com a ferramenta, a cena comum do caixa procurando o código referente ao alimento que não usa código de barras deixa de acontecer e o reconhecimento é feito por uma IA treinada com milhares de imagens de produtos diferentes. Seja a banana prata ou nanica, caberá à IA descobrir.

Chamada de Scann Scale, a ferramenta destinada a clientes do varejo e da indústria, é uma resposta aos desafios enfrentados pelo este segmento. Produtos pesáveis, que em sua maioria incluem itens frescos, são essenciais para o varejo, pois atraem visitas frequentes às lojas e são cruciais na estratégia de fidelização de clientes e incremento de vendas.

E faz sentido a aposta. Dados da Scanntech indicam que cerca de 45% do faturamento do varejo alimentício provém de produtos perecíveis, e aproximadamente 70% dessa receita é gerada por produtos vendidos por peso. Isso representa cerca de 32% do total comercializado no varejo alimentar, abrangendo categorias como frutas, legumes, carnes e laticínios.

Thomaz Machado, CEO da Scanntech, destaca a importância do novo recurso dentro dos supercamercados: “Identificamos uma oportunidade única ao compreender a relevância dos produtos de peso variável e a necessidade de uma análise mais aprofundada do mercado dessas categorias. Nosso objetivo é otimizar a gestão de mix, preço, organização de loja e fortalecer a negociação, trazendo benefícios significativos para os varejistas e para as indústrias.”

Do lado do negócio da Scanntech, a nova solução promete dar escala ao já robusto sistema de identificação de produtos no varejo. A companhia trabalha com 8 de cada 10 grandes supermercadistas, além de mais de 200 indústrias e distribuidores de bens de consumo de rápido giro (FMCG).

Ao todo, a Scanntech processa dados de mais de 9 bilhões de tickets anualmente, representando um faturamento superior a R$ 680 bilhões em mais de 40 mil pontos de venda (PDVs). Estes números representam cerca de 70% do mercado do canal alimentar no Brasil.

Reconhecendo o produto

Desenvolvida por uma equipe multidisciplinar, incluindo especialistas em varejo, a plataforma utiliza algoritmos de inteligência artificial para analisar mais de 2 milhões de descrições, oferecendo insights valiosos. Thomaz complementa: “Essa ferramenta representa um marco no varejo brasileiro, possibilitando uma economia significativa e uma gestão mais eficaz da cadeia produtiva.”

O projetoda  Scanntech busca equiparar a gestão de categorias de peso variável às de produtos com códigos de barras, superando desafios relacionados a códigos internos e descrições de produtos. A primeira rede a implementar o sistema foi o Grupo Pão de Açúcar (GPA), que participou ativamente do desenvolvimento do projeto.

Atualmente, a Scanntech já possui informações detalhadas sobre o mercado de diversos produtos hortifruti, marcando um avanço histórico no varejo brasileiro. Este progresso representa um ponto de partida para uma gestão mais eficiente de toda a cadeia produtiva desses produtos, minimizando o desperdício de alimentos e fornecendo às indústrias e ao varejo estratégias mais dinâmicas e atrativas para o consumidor.

Acompanhe tudo sobre:SupermercadosInteligência artificial

Mais de Inteligência Artificial

OpenAI não copiou voz de Scarlett Johansson para o ChatGPT, diz jornal

Alexa será atualizada com IA e Amazon vai cobrar taxa pela tecnologia, diz site

Os grandes destaques do Build 2024, o evento de novas tecnologias da Microsoft

Copilot da Microsoft tem função que cria funcionários artificiais para automatizar tarefas

Mais na Exame