Acompanhe:

McDonald’s está usando IA no processo seletivo — e o resultado é bizarro

Nos EUA, a plataforma de recrutamento e seleção Paradox.ai oferece 80 slides de alienígenas azuis em cenários aleatórios

Modo escuro

Continua após a publicidade
"Aberto ao feedback": são mais de 80 slides dos alienígenas em situações que ficam cada vez mais específicas (404 Media / Paradox.ai/Reprodução)

"Aberto ao feedback": são mais de 80 slides dos alienígenas em situações que ficam cada vez mais específicas (404 Media / Paradox.ai/Reprodução)

Vagas, Trampos, Gupy, Nube... nos últimos anos, as plataformas de recrutamento e seleção ficaram mais espertas — e complicadas. Hoje em dia, além de preencher informações pessoais e de trabalho, quem busca por um emprego também tem que enfrentar testes de matemática e lógica; "fit cultural" com a empresa e outras perguntas que raramente estão relacionadas ao dia a dia que o funcionário teria dentro do escritório.

A inteligência artificial (IA) tem como mudar esse cenário. Especificamente a IA generativa tem o potencial de personalizar as perguntas para cada entrevistado, se adaptando às realidades da vaga e aos desejos do recrutador. É um cenário otimista, no qual, mesmo com a distância da tecnologia, o candidato consegue falar sobre temas mais relacionados ao seu possível futuro trabalho.

Por enquanto, a empresa americana Paradox.ai está tentando usar IA para recrutamento e seleção — e o resultado é bizarro. Nos Estados Unidos, empresas como McDonald's, Olive Garden e FedEx estão pedindo para candidatos responderem a um teste que envolve dois alienígenas azulados em diversas situações, desde ouvindo berros do chefe até caindo de bicicleta na rua.

Segundo a 404 Media, as avaliações fazem parte do produto "Traitify" da Paradox, que usa essas imagens para agrupar os candidatos em grupos de personalidade, classificando-os de acordo com o quão abertos, conscienciosos, extrovertidos, agradáveis, e neuróticos eles são. Um repórter da 404 chegou a preencher um formulário para uma vaga no Olive Garden e teve que passar por 80 slides dos aliens em situações diversas, todos gerados pela IA.

Além da geração de imagens, a Paradox também conta com o chatbot Olivia, que orienta os usuários durante o processo de inscrição. De acordo com o site, a Olivia é um avatar granulado de uma "mulher branca sorridente", que tem paixão em servir a comunidade. Por algum motivo, eles também adicionaram a informação de que "em uma outra vida", o chatbot é "diretora executiva da Arizona Coyotes Foundation". Beleza.

Testes com aliens

Em uma postagem na rede social Reddit, um usuário apresentou uma das perguntas feitas pelos alienígenas azuis. Parados na cozinha de uma restaurante, um deles rasga temperos com a mão enquanto o outro observa. Abaixo da imagem, uma instrução confusa: "clique em 'Eu' se a imagem descreve você e 'Não sou eu' se não for".

“Cara, eu só quero trabalhar lavando pratos”, lamentou o usuário do Reddit.

Outro cenário apresentava um dos alienígenas sentado ao lado de uma bicicleta com o joelho machucado. Os candidatos são novamente instruídos a responder “Eu” ou “Não eu”, mesmo não estando claro qual seria o resultado certo para uma situação como essa.

As imagens parecem ficar mais bizarras. O alienígena pode ser visto apresentando um Ted Talk, olhando para um holograma de bolas azuis e roubando a pizza de uma colega de trabalho. De alguma forma, responder se essas situações seriam "você" vai determinar sua chance na vaga de um fast food americano.

"Sempre se pergunta o por quê": nós também estamos com a mesma dúvida (404 Media / Paradox.ai/Reprodução)

"Coisas acontecem comigo": candidatos precisariam responder se isso é eles ou não (404 Media / Paradox.ai/Reprodução)

"Eu primeiro": o que você faria nessa situação? A Paradox.ai quer saber (404 Media / Paradox.ai/Reprodução)

LEIA TAMBÉM:

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
7 Tendências no Mundo do Trabalho Pós Inteligência Artificial
seloCarreira

7 Tendências no Mundo do Trabalho Pós Inteligência Artificial

Há 9 horas

Regulação da IA precisa proteger direitos fundamentais, diz Barroso
Inteligência Artificial

Regulação da IA precisa proteger direitos fundamentais, diz Barroso

Há 13 horas

A IA pode mudar a forma como nos enxergamos?
Inteligência Artificial

A IA pode mudar a forma como nos enxergamos?

Há um dia

Usou ChatGPT? Cuidado, algumas palavras entregam que foi a IA quem escreveu
Inteligência Artificial

Usou ChatGPT? Cuidado, algumas palavras entregam que foi a IA quem escreveu

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais