Inteligência Artificial

Como dois amigos de infância se tornam rivais por conta da inteligência artificial

Conheça a trajetória de Mustafa Suleyman, da Microsoft, e Demis Hassabis, do Google DeepMind, desde a amizade até a liderança de projetos rivais

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 30 de abril de 2024 às 10h32.

Última atualização em 30 de abril de 2024 às 10h42.

Mustafa Suleyman, criado em um conjunto habitacional em Londres, teve uma reviravolta em sua vida ao ser aceito, aos 11 anos, na prestigiada Queen Elizabeth’s School. Filho de um imigrante sírio, que trabalhava como taxista, e de uma enfermeira, por conta de seu potencial, contou com o esforço da família para se mudar para um bairro de classe média, marcando o início de uma nova fase.

Na nova vizinhança, Suleyman estabeleceu uma amizade com Demis Hassabis, então com 20 anos, irmão de um de seus colegas e já reconhecido como um prodígio do xadrez e designer de videogames. Os pais de Hassabis, um cipriota grego e uma singapuriana, eram proprietários de uma loja de brinquedos em Londres.

Mustafa Suleyman, da Microsoft, e Demis Hassabis, do Google DeepMind: de amigos de infância a rivais no setor de IA (Getty Images)

Anos se passaram, e agora ambos são líderes e figuras-chave na nova indústria tecnológica: a da inteligência artificial (IA). Hassabis, agora com 47 anos, dirige o Google DeepMind, principal laboratório de pesquisa em IA do Google.

Já Suleyman, aos 39 anos, ocupa o cargo de diretor-executivo da Microsoft AI, liderando a expansão da empresa em produtos que vão para os dispositivos do consumidor.

A transformação de dois amigos de infância em executivos de alto escalão em empresas concorrentes mostra o quão interligadas são as mentes por trás dos algoritmos inteligentes.

Em 2010, eles foram cofundadores da DeepMind, um laboratório pioneiro em IA, com a missão inicial de moderar a competição acirrada entre empresas por lucro na construção de IA.

Após a aquisição da DeepMind pelo Google por US$ 650 milhões em 2014, divergências levaram à separação dos caminhos. A entrada de Suleyman no mercado novamente por meio da startup Inflection AI e subsequente contratação pela Microsoft intensificou a competição, principalmente após o lançamento do ChatGPT pela OpenAI, parceira da Microsoft.

Essa rivalidade, ainda que respeitosa, segundo Suleyman, é vista de forma mais branda por Hassabis, que minimiza a competição direta, apesar da pressão já elevada no mercado de IA. Ambos ainda mantêm contato e ocasionalmente se encontram, reforçando que a amizade ainda resiste em meio à força imbatível da inteligência artificial.

Acompanhe tudo sobre:Inteligência artificialGoogleCEOs

Mais de Inteligência Artificial

OpenAI melhora processo de recrutamento por temer espiões chineses

A inteligência artificial consegue contar boas piadas? Pesquisadores fizeram o teste

Cofundador da OpenAI anuncia lançamento de nova empresa de IA

As ações nada óbvias que podem se beneficiar pelo boom da IA

Mais na Exame