Nova York quer transformar ilha em laboratório de estudos climáticos

A prefeitura está em busca de candidatos para fazer de Governors Island, ao sul de Manhattan, um centro vivo de pesquisas sobre o aquecimento global
Perspectiva do Center for Climate Solutions: laboratório vivo dedicado às mudanças do clima (Bloomimages/Divulgação)
Perspectiva do Center for Climate Solutions: laboratório vivo dedicado às mudanças do clima (Bloomimages/Divulgação)
Por RedaçãoPublicado em 02/08/2021 10:33 | Última atualização em 02/08/2021 10:33Tempo de Leitura: 3 min de leitura

Para consolidar a postura ativa de Nova York no enfrentamento da crise climática, a cidade anunciou recentemente um passo ousado: a intenção de transformar parte da Governors Island, ilha próxima à Estátua da Liberdade, em um laboratório vivo dedicado às mudanças do clima.

A ideia é que o Center for Climate Solutions reúna pesquisa, inovação, testes, desenvolvimento, educação e engajamento público e seja uma vitrine para novos materiais e tecnologias. O projeto foi anunciado no fim do ano passado pela prefeitura da cidade e o Trust for Governors Island (organização sem fins lucrativos responsável pelas operações na ilha), mas ainda não saiu do papel, pois segue à espera de parceiros.

O que a cidade busca

A procura por candidatos inclui uma competição global entre universidades, instituições de pesquisa e ONGs. Para participar, é preciso apresentar como seria uma instalação científica de alto nível, que desenvolva soluções ambientais urbanas a fim de preparar as comunidades para as alterações do clima, crie programas de treinamento para o crescimento de empregos verdes em Nova York e de quebra envolva a população em ações educacionais.

“Mesmo que as emissões de carbono caiam a zero amanhã, nós todos teremos de enfrentar os impactos da crise climática, e as comunidades precisam estar preparadas”, reforçou Clare Newman, líder do Trust for Governors Island, à publicação americana Bloomberg. O objetivo é que Nova York e outras cidades consigam lidar melhor com desastres naturais, que tendem a ser mais frequentes em razão do aquecimento global.

A própria ilha fica em um ponto vulnerável a enchentes e tempestades, e o aumento do nível do mar pode deixá-la inabitável futuramente.

De estação abandonada a point sustentável

O propósito da iniciativa é também ser uma espécie de chamariz para um zoneamento da ilha, que pretende atrair projetos com pegada sustentável para lá.

Por isso, a competição para o centro de pesquisa foi lançada juntamente com um investimento de 150 milhões de dólares em transporte, serviços públicos e infraestrutura de construção na região.

Os novos fundos vão dar suporte ainda a um desenvolvimento mais abrangente, que pretende gerar 7.000 empregos no local, com um impacto econômico de 1 bilhão de dólares para a cidade.

O valor investido se soma aos 400 milhões de dólares que a prefeitura gastou nos últimos anos para tornar a antiga base militar abandonada em um refúgio urbano para os nova-iorquinos. Houve, por exemplo, melhorias de água e eletricidade e a inauguração de um amplo parque, The Hills, com vista privilegiada de Manhattan e da Estátua da Liberdade.

Governors Island: ilha, a apenas 8 minutos de balsa de Manhattan, pode receber um novo centro de tecnologia (Bloomimages/Divulgação)

Governors Island é uma ilha de pouco menos de 70 hectares a apenas 8 minutos de balsa de Manhattan. Destino sazonal, fica aberto aos visitantes de maio a outubro, sendo um dos oásis de tranquilidade na metrópole.

Além do parque, conta com diversas construções históricas restauradas, instalações educacionais e comerciais e um rico programa de artes, entretenimento e cultura.

E a boa notícia é que o plano prevê que tudo isso seja integrado ao projeto do centro de estudos climáticos, com a preservação dos espaços abertos, o reaproveitamento dos edifícios do distrito histórico e a sensação de ser um mundo à parte de uma das maiores cidades do planeta.