Future of Money

Wells Fargo e HSBC vão usar blockchain para liquidar operações cambiais

Os gigantes bancários utilizarão um produto da tecnologia blockchain para liquidar transações em dólares norte-americanos, dólares canadenses, libras e euros

O anúncio ocorre em um momento em que outros grandes bancos de Wall Street buscavam integrar a tecnologia blockchain em seus processos (Brendan McDermid/Reuters)

O anúncio ocorre em um momento em que outros grandes bancos de Wall Street buscavam integrar a tecnologia blockchain em seus processos (Brendan McDermid/Reuters)

Coindesk

Coindesk

Publicado em 13 de dezembro de 2021 às 11h29.

Os bancos Wells Fargo e HSBC anunciaram nesta segunda-feira, 13, que usarão um produto baseado em blockchain para liquidação de transações cambiais.

Os dois gigantes bancários concordaram em utilizar um ledger (livro razão) de liquidação compartilhado para processar transações em dólares norte-americanos, dólares canadenses, libras e euros, com planos de expandir o processo para outras moedas no futuro.

O anúncio ocorre em um momento em que outros grandes bancos de Wall Street, como o Goldman Sachs, buscavam integrar a tecnologia blockchain em seus processos.

O JPMorgan também anunciou vagas para contratar engenheiros de software para trabalhar na tokenização de ativos de garantia usando o blockchain, reforçando ainda mais a sua divisão Onyx, que foi criada para supervisionar o desenvolvimento da moeda JPM, o token de pagamentos em atacado do banco e, para trabalhar com criptoativos.

Texto traduzido por Mariana Maria Silva e republicado com autorização da Coindesk

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok

Acompanhe tudo sobre:BlockchainFinançasHSBCWells Fargo

Mais de Future of Money

SEC aprova ETFs de ether nos EUA e surpreende com mudança de visão sobre Ethereum

ETFs de bitcoin batem recorde e acumulam 850 mil unidades da criptomoeda

Pepe dispara 40% e um dos primeiros investidores da criptomoeda meme lucra US$ 3 milhões

ETFs de ether vão atrair US$ 500 milhões na 1ª semana de negociação, diz OKX

Mais na Exame