Future of Money

Taxas na Ethereum atingem menor nível de 2023 após queda na atividade

Dados apontam que blockchain passa por momento de atividade reduzida, com enfraquecimento de segmentos de NFTs e DeFi

Ethereum é um dos principais projetos do mercado cripto (Reprodução/Reprodução)

Ethereum é um dos principais projetos do mercado cripto (Reprodução/Reprodução)

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 13 de outubro de 2023 às 18h11.

A rede Ethereum atingiu nesta semana um novo recorde negativo para o ano de 2023 em relação à sua "taxa de gás", um termo usado no mercado cripto para se referir à taxa paga por usuários do blockchain para realizar operações. Em 8 de outubro, a taxa chegou ao menor nível do ano.

Os dados divulgados pela plataforma Etherscan indicam que, no último domingo, a taxa média da rede foi de 8,8 Gwei, a unidade de medida usada como referência para os pagamentos. Além de ser o menor valor de 2023, o nível também é o menor desde 2 de outubro de 2022.

Um Gigawei, um Gwei, equivale a 1.000.000.000 Weis. Por sua vez, 1 Wei representa a menor denominação possível para frações de ether, a criptomoeda nativa da Ethereum, sendo que 1 ether é equivalente a 1.000.000.000.000.000.000 Weis. Entretanto, o recorde é mais relevante por simbolizar o atual momento da atividade na rede.

Tradicionalmente, uma taxa média elevada representa um período de atividade alta no ecossistema e seus múltiplos projetos. Ela é resultado de filas maiores para o processamento de informações, com usuários então oferecendo taxas mais caras de pagamento para conseguir "furar" a fila e ter a transação aprovada mais rapidamente.

  • Para você que adora ler notícias de crypto, a Mynt é o aplicativo ideal para você. Invista e aprenda sobre crypto ao mesmo tempo com conteúdos descomplicados para todos os públicos. Clique aqui para abrir sua conta.

Atividade menor na Ethereum

O novo recorde negativo simboliza, portanto, um declínio da própria atividade na Ethereum. E dados divulgados na plataforma Dune Analytics indicam que os segmentos responsáveis por essa queda são os de tokens não-fungíveis (NFTs, na sigla em inglês) e de finanças descentralizadas (DeFi, na sigla em inglês).

Um levantamento aponta que o volume semanal de negociação de NFTs - com a maioria hospedados no blockchain - chegou ao menor nível em dois anos. Por outro lado, as taxas totais gastas por entidades descentralizadas também tiveram quedas acima dos 16% na última semana, com algumas caindo mais de 45%.

Atualmente, a Ethereum hospeda algumas das principais entidades descentralizadas do mercado de criptoativos, incluindo o marketplace de NFTs OpenSea e a corretora descentralizada Uniswap. A primeira teve uma queda nas taxas de 27% em sete dias, enquanto a segunda teve um recuo de 32%.

Já dados da plataforma Nansen também apontam uma queda nas taxas pagas por corretoras centralizadas como a Binance e a Coinbase - que também têm registrado uma atividade menos intensa - e por redes de segunda camada, incluindo a Arbitrum, o Optimism e a Base.

yt thumbnail

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok

Acompanhe tudo sobre:EthereumBlockchainNFTsDeFi

Mais de Future of Money

Criptomoeda meme pepe dispara e atinge maior valor da história, impulsionada pela GameStop

TSE mantém proibição de uso de criptomoedas para doações nas eleições de 2024

Associação Brasileira de Bancos cria instituto para estudar blockchain e IA

Coinbase retoma operações após passar horas fora do ar, mas causa é desconhecida

Mais na Exame