Acompanhe:

Cofundador da Apple e criador de alguns dos dispositivos mais famosos do mundo como o iPhone, Steve Jobs também pode ter criado o bitcoin, a maior criptomoeda em valor de mercado. Esta é a nova discussão que tomou conta da internet após o documento que detalha o lançamento do bitcoin ter aparecido “escondido” em computadores da Apple.

A proposta original que embasou a criação do bitcoin, explicando seus objetivos e funcionamento, foi encontrada escondida por usuários em todas as versões recentes do sistema operacional de computadores da linha Mac, produzidos e vendidos pela Apple.

Chamado de white paper, o documento, intitulado "Bitcoin: A Peer-to-Peer Electronic Cash System", foi publicado em 2008. Nele, o autor apresenta a estrutura para os mecanismos subjacentes que alimentam o bitcoin e permitem transações sem um intermediário de terceiros, como um banco ou instituição financeira.

Tudo isso foi descoberto recentemente pelo tecnólogo Andy Baio. Ele relatou que estava "apenas tentando consertar sua impressora" e digitalizar um documento com um scanner sem fio quando apareceu um dispositivo chamado "Virtual Scanner II" que ele "nunca tinha visto antes". Por padrão, o Virtual Scanner II mostrava uma foto, mas quando Baio mudou o tipo de mídia de "Foto" para "Documento", encontrou o documento ligado ao bitcoin.

“Eu não estava procurando o documento do bitcoin”, ressaltou Baio. “Eu só estava tentando consertar minha impressora!”. Na postagem, o tecnólogo disse que não há “praticamente nada sobre o assunto em discussões online". Ele compartilhou outro post no Twitter de novembro de 2020 feito pelo designer Joshua Dickens, que também encontrou o documento.

Steve Jobs é Satoshi Nakamoto?

A descoberta levantou a discussão de que Steve Jobs, cofundador da Apple, poderia ser Satoshi Nakamoto, o criador misterioso do bitcoin. Desde a criação da primeira criptomoeda do mundo, a identidade de seu criador, criadora ou criadores nunca foi revelada, permanecendo escondida por trás do pseudônimo até hoje.

Usuários que defendem a teoria de que Steve Jobs pode ser Satoshi Nakamoto apontam que a personalidade anônima sumiu da internet por volta da mesma época da morte do cofundador da Apple.

Steve Jobs morreu em 5 de outubro de 2011, enquanto a última aparição de Satoshi Nakamoto em fóruns da internet foi em 12 de dezembro de 2010.

Estima-se que as carteiras cripto associadas a Nakamoto detêm mais de 1,1 milhão de unidades de bitcoin. Quando a criptomoeda atingiu sua máxima histórica em novembro de 2021 em cerca de US$ 69.000, essas participações valeriam cerca de US$ 73 bilhões, colocando Nakamoto entre as 15 pessoas mais ricas do mundo na época.

Apesar disso, o White paper do bitcoin aparece em computadores Apple apenas a partir do sistema operacional Mojave, de 2018, sete anos após a morte de Steve Jobs, que segundo Steve Wozniak, cofundador da Apple, nunca foi um especialista em programação.

O futuro do dinheiro está aqui! Abra sua conta na plataforma Mynt e comece a investir em criptomoedas. 

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Executivos da Binance são detidos enquanto Nigéria aperta cerco contra corretoras
Future of Money

Executivos da Binance são detidos enquanto Nigéria aperta cerco contra corretoras

Há 4 horas

Governo dos EUA movimenta R$ 4,5 bilhões em bitcoin após criptomoeda disparar
Future of Money

Governo dos EUA movimenta R$ 4,5 bilhões em bitcoin após criptomoeda disparar

Há 5 horas

Solana: criptomoeda que disparou em 2023 pode continuar subindo para US$ 600, diz analista
Future of Money

Solana: criptomoeda que disparou em 2023 pode continuar subindo para US$ 600, diz analista

Há 6 horas

Ações da MicroStrategy são uma 'jogada oportuna' diante do halving do bitcoin, diz Benchmark
Future of Money

Ações da MicroStrategy são uma 'jogada oportuna' diante do halving do bitcoin, diz Benchmark

Há 7 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais