Future of Money

Parceira de Nubank, Mercado Pago e PicPay no Brasil, empresa cripto é investigada nos EUA

Governo americano pode ter nova mira no mercado cripto; empresa também é parceria de PayPal e Binance

Paxos é investigada em Nova York (the-lightwriter/Getty Images)

Paxos é investigada em Nova York (the-lightwriter/Getty Images)

DR

Da Redação

Publicado em 10 de fevereiro de 2023 às 19h09.

Última atualização em 13 de fevereiro de 2023 às 11h47.

A Paxos, empresa de criptomoedas parceira de Nubank, Mercado Pago e PicPay no Brasil, estaria sendo investigada pelo Departamento de Serviço Financeiros de Nova York (NYDFS), nos Estados Unidos.

De acordo com informações do CoinDesk, o escopo da investigação não é claro, mas pode colocar em jogo as criptomoedas de valor estável (stablecoins) emitidas pela empresa, como Pax Dollar, e Binance USD, que replicam o valor do dólar.

Além disso, a Paxos tem parceria com a Binance, maior corretora cripto do mundo, PayPal, Nubank, Mercado Pago e PicPay. Para as últimas, a Paxos oferece a infraestrutura para que as empresas ofereçam a compra e venda de criptoativos em seus aplicativos.

No entanto, o Departamento de Serviços Financeiros de Nova York afirmou ao CoinDesk que não poderia comentar sobre investigações em andamento.

A Paxos também chamou a atenção recentemente após rumores de que o Escritório Controlador da Moeda dos EUA (OCC) pode solicitar que retire o seu pedido de licença bancária completa no país. Apesar disso, as investigações não significam que a Paxos será considerada culpada ou passível de qualquer punição nos EUA até que sejam concluídas.

Em junho de 2022, o NYDFS publicou orientações sobre stablecoins, logo após o caso Terra Luna, em que uma criptomoeda despencou mais de 99,9%. Segundo o departamento, os emissores de criptomoedas do gênero devem garantir que estas sejam totalmente lastreadas e ativos segregados em fundos e atestados regularmente.

Procuradas pela EXAME, Nubank não retornou antes do momento da publicação e PicPay se recusou a comentar o caso. Já o Mercado Pago disse que “está em contato com a Paxos e acompanhando os desdobramentos do caso”.

A Binance, que tinha um acordo de white label com a Paxos para a emissão da Binance USD, afirmou em um comunicado que a emissão de novas unidades da criptomoeda, que possui valor estável atrelado ao dólar, foi interromida por recomendação das autoridades novaiorquinas.

"A Paxos nos informou que foi instruída pelo Departamento de Serviços Financeiros de Nova York a interromper a emissão de novos BUSD. A BUSD é uma stablecoin cuja propriedade e gestão são integralmente conduzidas pela Paxos. Consequentemente, a capitalização de mercado da BUSD irá diminuir com o tempo. A Paxos vai continuar a dar suporte ao produto, gerenciando os resgates e oferendo novas informações conforme necessário. A Paxos também garantiu que os fundos estão seguros e totalmente cobertos por reservas em seus bancos", afirmou a Binance.

A corretora, que é a maior do mundo em valor de mercado, também afirmou que irá rever alguns de seus projetos.

"Dada a incerteza regulatória em determinados mercados, a Binance irá rever outros projetos nessas jurisdições para garantir que nossos usuários estejam protegidos de outros prejuízos injustificados", disse, em comunicado.

Além da Paxos, a Kraken, uma corretora de criptomoedas, também é investigada nos EUA. Na mira da Comissão de Valores Mobiliários do país, a corretora terá que encerrar o seu programa de renda passiva em criptomoedas e pagar uma multa de US$ 30 milhões.

* A matéria foi atualizada em 13 de fevereiro de 2022 para incluir o posicionamento da Binance.

O JEITO FÁCIL E SEGURO DE INVESTIR EM CRYPTO. Na Mynt você negocia em poucos cliques e com a segurança de uma empresa BTG Pactual. Compre as maiores cryptos do mundo em minutos direto pelo app. Clique aqui para abrir sua conta gratuita.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok

Acompanhe tudo sobre:CriptoativosCriptomoedasMercado PagoNubankPicPay

Mais de Future of Money

Criptomoeda meme pepe dispara e atinge maior valor da história, impulsionada pela GameStop

TSE mantém proibição de uso de criptomoedas para doações nas eleições de 2024

Associação Brasileira de Bancos cria instituto para estudar blockchain e IA

Coinbase retoma operações após passar horas fora do ar, mas causa é desconhecida

Mais na Exame