Acompanhe:

A Nigéria anunciou na última quarta-feira, 21, que pretende banir o acesso dos cidadãos do país aos sites das principais corretoras de criptomoedas do mercado, incluindo a Binance, a Coinbase e a Kraken. A decisão faz parte de medidas do governo para tentar reverter a forte depreciação da naira, a moeda local, em relação ao dólar.

A informação foi divulgada pelo jornal Financial Times e por vários veículos de imprensa locais. De acordo com o site Premium Times, as autoridades nigerianos já entraram em contato com empresas de telecomunicações para garantir o bloqueio de acesso às corretoras Binance, Forextime, OctaFX, Crypto, FXTM, Coinbase e Kraken.

O site afirma que fontes do governo do país e de órgãos reguladores explicaram que as corretoras de criptomoedas teriam "especuladores" da naira entre os seus clientes, além de abrigarem operações de lavagem de dinheiro por criminosos.

A visão das autoridades da Nigéria é que os serviços oferecidos pelas corretoras de criptomoedas estariam contribuindo para a fraqueza da naira em relação ao dólar. Em 2023, a CVM do país já havia proibido as operações da Binance no território, mas a exchange alegou que a empresa citada - Binance Nigeria Limited - se referia a outra companhia.

  • O JEITO FÁCIL E SEGURO DE INVESTIR EM CRYPTO. Na Mynt você negocia em poucos cliques e com a segurança de uma empresa BTG Pactual. Compre as maiores cryptos do mundo em minutos direto pelo app. Clique aqui para abrir sua conta gratuita.

Em um comunicado enviado para o Premium Times, a Binance afirmou que removeria qualquer usuário que esteja conduzindo atividades criminosas pela sua plataforma, e que está "trabalhando lado a lado com as autoridades locais, legisladores e reguladores para garantir o cumprimento das leis".

Por outro lado, usuários nas redes sociais relataram que ainda conseguem acessar os sites que serão banidos pelo governo. A Coinbase também disse para o site CoinDesk que suas operações na Nigéria ainda não foram afetadas pela decisão, mas que está monitorando o caso.

No momento, a naira está na cotação mais baixa da história em relação ao dólar. O país tenta reverter a desvalorização da moeda há meses. Em janeiro de 2023, o governo chegou a limitar o acesso a dinheiro físico no país, o que fez com que o bitcoin disparasse com uma alta demanda.

Pelas corretoras, também é possível investir nas chamadas stablecoins, criptomoedas pareadas a outros ativos, incluindo o dólar. As stablecoins de dólar são populares em países com moedas depreciadas, caso da Argentina.

A Nigéria foi um dos primeiros países do mundo a lançar uma moeda digital de banco central. Batizada de eNaira, ela foi lançada em 2021, mas a adesão por parte da população ficou aquém do esperado pelo governo.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Eduardo Paes diz que Rio de Janeiro é "amigo das criptos" e quer ser "capital da inovação"
Future of Money

Eduardo Paes diz que Rio de Janeiro é "amigo das criptos" e quer ser "capital da inovação"

Há 7 horas

'Não conheço outra alternativa ao dinheiro, além de ouro e criptomoedas', diz Ray Dalio
seloMercados

'Não conheço outra alternativa ao dinheiro, além de ouro e criptomoedas', diz Ray Dalio

Há 8 horas

Worldcoin, projeto de dono do ChatGPT, lança blockchain próprio
Future of Money

Worldcoin, projeto de dono do ChatGPT, lança blockchain próprio

Há 12 horas

Na contagem regressiva pelo halving, bitcoin tem variação mínima de preço
Future of Money

Na contagem regressiva pelo halving, bitcoin tem variação mínima de preço

Há 13 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais