Acompanhe:

Metaverso: jogo em blockchain capta R$530 mi com Softbank, LG e Samsung

The Sandbox, que já movimentou mais de US$145 milhões em seu universo digital, recebe aporte milionário de gigantes e revela corrida pelo metaverso

Modo escuro

Continua após a publicidade
Grandes empresas de tecnologia estão de olho no metaverso e anunciam planos ambiciosos - e caros (MR.Cole_Photographer/Getty Images)

Grandes empresas de tecnologia estão de olho no metaverso e anunciam planos ambiciosos - e caros (MR.Cole_Photographer/Getty Images)

G
Gabriel Rubinsteinn

Publicado em 3 de novembro de 2021 às, 12h20.

Última atualização em 3 de novembro de 2021 às, 12h56.

O jogo em blokchain The Sandbox, da Animoca Brands, anunciou na terça-feira, 2, a captação de 93 milhões de dólares (530 milhões de reais) em rodada de investimentos liderada pelo SoftBank Group e com a participação de outros gigantes, como LG Technology Ventures, Samsung Next, Liberty City Ventures, entre outros, em mais um movimento que indica a corrida de grandes instituições por um lugar ao sol virtual do metaverso.

A plataforma The Sandbox permite que os usuários desenvolvem um universo digital cujos itens são tokens não-fungíveis (NFTs) e é um dos metaversos mais populares do universo blockchain, ao lado do Decentraland. É o primeiro investimento no mercado cripto do Vision Fund 2, do SoftBank.

Além da participação do banco japonês, o investimento contou com a participação de fundos de capital de risco que pertencem às gigantes de tecnologia LG e Samsung, ambas sul-coreanas - o The Sandbox foi criado em Hong Kong.

Entre os mais de 12.000 usuários que já compraram um terreno virtual em The Sandbox estão o rapper Snoop Dogg, a marca de videogame Atari, a corretora cripto Binance e os gêmeos Winklevoss, famosos por travarem uma batalha com Mark Zuckerberg por supostamente terem a ideia de criação do Facebook roubada, e que atualmente são donos da corretora cripto Gemini.

“Este investimento ajudará a alimentar o crescimento da economia do The Sandbox à medida que expandimos além dos jogos, para moda, arquitetura, concertos e shows virtuais, galerias de arte, museus e muito mais”, disse Arthur Madrid, CEO e cofundador do The Sandbox, em comunicado. “Estamos desenvolvendo todo um ecossistema que abre novas oportunidades de trabalho digital para jogadores e criadores em nosso metaverso NFT”.

Até o momento, o The Sandbox já movimentou quase 150 milhões de dólares em itens dentro da plataforma. A criptomoeda própria do jogo, SAND, acumula alta de 330% nos últimos sete dias, segundo o CoinMarketCap, cotada atualmente no seu maior preço da história, a 3,50 dólares.

A valorização da criptomoeda foi impulsionada pelo anúncio do investimento, mas já vinha em forte alta desde o anúncio do interesse de gigantes da tecnologia pelo metaverso. O Facebook divulgou um plano ambicioso de construção do seu próprio metaverso, enquanto a Microsoft também revelou planos para um metaverso corporativo e a Nike solicitou registro de marcas e patentes virtuais e abriu vagas para designers de produtos digitais.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube

Últimas Notícias

Ver mais
ETFs de bitcoin: o que não te contam
Future of Money

ETFs de bitcoin: o que não te contam

Há 3 horas

Fiesp quer incentivar adoção de blockchain na indústria e lança material sobre tecnologia
Future of Money

Fiesp quer incentivar adoção de blockchain na indústria e lança material sobre tecnologia

Há 19 horas

Reddit investe em bitcoin e outras duas criptomoedas, revela pedido de IPO
Future of Money

Reddit investe em bitcoin e outras duas criptomoedas, revela pedido de IPO

Há 20 horas

Gestora diz que bitcoin é "ativo mais negligenciado do mundo" e vai subir para US$ 148 mil
Future of Money

Gestora diz que bitcoin é "ativo mais negligenciado do mundo" e vai subir para US$ 148 mil

Há 21 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais