Future of Money

Lendário investidor compara bitcoin à Ferrari e diz que ouro é 'charrete'

Bill Miller, que bateu o S&P 500 por mais de 10 anos, diz que segue comprando bitcoin e que a criptomoeda é uma reserva de valor mais eficiente do que o ouro

Bill Miller voltou a defender bitcoin em evento organizado pela Forbes e comparou criptomoeda com o ouro: "Ferrari contra charrete" (CNBC/Getty Images)

Bill Miller voltou a defender bitcoin em evento organizado pela Forbes e comparou criptomoeda com o ouro: "Ferrari contra charrete" (CNBC/Getty Images)

GR

Gabriel Rubinsteinn

Publicado em 5 de outubro de 2021 às 12h04.

Bill Miller, lendário investidor de Wall Street, que comandou por anos o fundo "Legg Mason Value Trust" e bateu o índice SP&500 por mais de uma década consecutiva, voltou a falar positivamente sobre o bitcoin, comparando a criptomoeda à uma Ferrari e dizendo que o ouro está ultrapassado - "uma charrete", disse.

A frase foi dita durante no evento "Forbes/Shook Top Advisor Summit 2021", na noite da segunda-feira, 4. A fala de Miller reforça a posição, já citada em outras oportunidades, de que, para o investidor, o bitcoin é uma reserva de valor mais eficiente do que o metal precioso.

Miller já falou diversas vezes sobre o seu interesse pelo mercado cripto. Em agosto, por exemplo, afirmou que começou a comprar bitcoin quando a criptomoeda custava cerca de 200 dólares, 25 vezes menos do que o valor atual, de 50 mil dólares.

Ele também foi à público defender o bitcoin quando a criptomoeda sofreu o seu último crash, em maio, quando o preço caiu mais de 50%. Na ocasião, Miller afirmou: "Se eu gostava de algo quando os preços estavam altos, é uma aposta segura dizer que eu vou gostar ainda mais quando os preços estião baixos".

Antes, já tinha defendido o bitcoin de críticas sobre as suas grandes e constantes variações de preço, dizendo que "a volatilidade é o preço a se pagar pelo alto desempenho".

Foi na queda de maio, inclusive, que Miller fez sua última grande compra de bitcoin, levando o preço médio da sua posição para cerca de 800 dólares, segundo o próprio explicou. Na conferência, disse ainda que havia comprado um pouco de bitcoin no dia anterior e também comentou sobre o investimento de 5% do patrimônio de sua empresa na criptomoeda, em 2017.

Bill Miller ficou famoso por fazer fortuna como gestor de fundos, mas perdeu 90% do seu patrimônio na crise de 2008. No entanto, segundo o próprio, suas apostas na Amazon e no bitcoin mantiveram o seu status de bilionário. Atualmente, a Miller Value Partners, empresa comandada por ele, tem 3,6 bilhões de dólares (20 bilhões de reais) em ativos sob sua gestão.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube

Acompanhe tudo sobre:BitcoinCriptoativosCriptomoedasForbesOuroS&P 500wall-street

Mais de Future of Money

Como o aclamado compositor Hans Zimmer chegou a compor uma música sobre criptomoedas

Bancos brasileiros veem privacidade como desafio do Drex, mas mostram otimismo com futuro do projeto

“Tivemos que mudar a nossa forma de pensar”, diz CEO do BTG Pactual sobre cripto e tecnologia

CEO da Circle elogia inovação no mercado brasileiro e vê BC mais avançado que Fed em cripto

Mais na Exame