Future of Money

Investimentos do PayPal em criptomoedas crescem 56% no primeiro trimestre de 2023

Participações da empresa em criptoativos equivalem à necessidade de ter garantias correspondentes para os investimentos que oferece

PayPal possui participações em bitcoin, ether, bitcoin cash e litecoin (Reprodução/Reprodução)

PayPal possui participações em bitcoin, ether, bitcoin cash e litecoin (Reprodução/Reprodução)

Cointelegraph
Cointelegraph

Agência de notícias

Publicado em 9 de maio de 2023 às 17h31.

Última atualização em 9 de maio de 2023 às 17h43.

A empresa de tecnologia financeira PayPal recentemente divulgou suas participações em criptomoedas em um relatório trimestral enviado à Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos. Ela revelou um total combinado de US$ 943 milhões em criptoativos até 31 de março de 2023, o que representa um aumento de 56% em relação ao trimestre anterior, quando os investimentos somaram US$ 604 milhões.

As responsabilidades financeiras totais relatadas pelo PayPal para este trimestre foram de US$ 1,2 bilhão, com os investimentos em criptoativos representando 77,9% desse total — um aumento de mais de 10% em relação aos dados reportados junto à SEC no quarto trimestre de 2022.

De acordo com o relatório, o PayPal considera seus ativos de criptomoedas uma "necessidade de proteção" devido aos "riscos únicos associados às criptomoedas" oferecidas para investimento em sua plataforma. A divulgação também indica que os tipos de criptomoedas específicas detidas pela empresa permanecem inalteradas desde o último trimestre.

"Permitimos que nossos clientes em certos mercados comprem, mantenham, vendam, recebam e enviem certas criptomoedas, bem como usem os recursos das vendas de criptomoedas para pagar compras no checkout. Essas criptomoedas consistem em bitcoin, ether, bitcoin cash e litecoin (coletivamente, 'ativos de cripto de nossos clientes')", destacou o PayPal.

Proteção para investidores

A custódia das criptomoedas que o PayPal detém em nome de seus clientes permanece limitada a empresas terceirizadas. A companhia reconhece que isso apresenta uma vulnerabilidade para os clientes no caso de terceiros não conseguirem processar transações — uma declaração repetida do relatório do último trimestre — no entanto, o relatório também indica que tal falha ainda não ocorreu.

"Até 31 de março de 2023, a empresa não sofreu nenhum evento de perda de proteção e, portanto, a responsabilidade de proteção de ativos de cripto e o ativo de proteção correspondente foram registrados com o mesmo valor", pontua o gigante de pagamentos.

A divisão de ativos de criptomoedas do primeiro trimestre de 2023 do PayPal inclui participações de US$ 499 milhões em bitcoin (acima dos US$ 291 milhões de dezembro), US$ 362 milhões em ether (acima dos US$ 250 milhões) e US$ 82 milhões compostos de bitcoin cash e litecoin (acima dos US$ 63 milhões).

A rentabilidade do PayPal também aumentou no primeiro trimestre. Em uma base de princípios contábeis geralmente aceitos (GAAP, na sigla em inglês), a empresa divulgou ganhos por ação de US$ 0,70, acima do US$ 0,43 no primeiro trimestre de 2022. Em uma base não-GAAP, os ganhos por ação do PayPal foram de US$ 1,17, acima do US$ 0,88 no primeiro trimestre de 2022.

Para você que adora ler notícias de crypto, a Mynt é o aplicativo ideal para você. Invista e aprenda sobre crypto ao mesmo tempo com conteúdos descomplicados para todos os públicos. Clique aqui para abrir sua conta.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok

Acompanhe tudo sobre:CriptomoedasCriptoativosPayPal

Mais de Future of Money

Ainda dá tempo de começar a investir em bitcoin? Descubra

O caminho para uma IA responsável e segura no setor financeiro

O que um vencedor do Nobel de Economia pensa sobre criptoativos? Uma análise sobre confiança

A maturidade do mercado de criptoativos no cenário brasileiro

Mais na Exame