Acompanhe:

O Governo do Paraná, por meio da estatal Celepar, anunciou a criação de uma Prova de Conceito (PoC, na sigla em inglês), a partir de acordo de cooperação técnica firmada com o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPQD), para a criação e desenvolvimento de um sistema de identidade digital usando blockchain.

Com vigência de seis meses, a PoC utilizará a plataforma CpQD iD e customizará um aplicativo de carteira digital. Ela funciona como um serviço para a criação, verificação, assinatura digital e customização de identidade descentralizada para pessoas e empresas, servindo como uma espécie de carteira digital para os serviços públicos do estado. O aplicativo permitirá ao usuário armazenar no smartphone, de forma cifrada, diversas credenciais registradas por emissores de documentos do setor público e privado, integrando essas informações à rede blockchain.

"Ao adotar a tecnologia blockchain e autenticações multifator, a intenção é resolver problemas relacionados a fraudes na identificação das pessoas, com a vantagem de que o cidadão é o dono dos seus dados e tem o poder de verificar, compartilhar e revogar o acesso a suas credenciais", afirma Jan Pereira, coordenador de projetos estratégicos na Celepar.

Segundo Pereira, o objetivo é criar uma camada de confiança na internet para identificação, privacidade e segurança, baseada em blockchain e também em conformidade com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). Com isso, a iniciativa busca impulsionar a digitalização de serviços do governo do Paraná e políticas de abertura de dados centrados no cidadão.

Blockchain no Paraná

Esta não é a primeira iniciativa do estado que envolve o uso de blockchain nos serviços públicos. Em dezembro de 2022, a Celepar anunciou o lançamento de um blockchain próprio. “Apostamos e acreditamos que a tecnologia blockchain possa contribuir com novas oportunidades e serviços, de forma mais ágil e segura. Nós atendemos o setor público e temos que ter esse compromisso de controle sobre dados e ações”, afirmou presidente da Celepar na época, Leandro Moura.

A rede da Celepar começou a ser construída em 2021. Foi necessária a atuação e envolvimento de diversas equipes da empresa, com treinamentos e capacitação. Além disso, integrantes deste grupo participaram de eventos sobre o assunto.

Segundo a Celepar, alguns dos serviços que podem ser desenvolvidos a partir dessa tecnologia são o armazenamento e a autenticação de documentos digitais, a redução de fraudes e o apoio aos órgãos de controle, como a Controladoria-Geral do Estado, além do auxílio a prefeituras municipais para compreender como a população faz uso de seus serviços públicos para melhorar e automatizar o atendimento.

A Celepar integra um grupo de trabalho da Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Tecnologia da Informação e Comunicação (ABEP) sobre o mesmo tema, com o propósito de instalar redes blockchain para armazenar e unir informações importantes para o Brasil.

Os próximos passos serão a implantação da ParanaChain, uma rede própria com o objetivo de proporcionar novas soluções com agilidade e segurança, junto com a integração com o blockchain da Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais (Prodemge).

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Worldcoin, projeto de dono do ChatGPT, lança blockchain próprio
Future of Money

Worldcoin, projeto de dono do ChatGPT, lança blockchain próprio

Há 13 horas

Em 2024, a autocustódia cripto ainda é a melhor solução? Descubra os riscos e opções
Future of Money

Em 2024, a autocustódia cripto ainda é a melhor solução? Descubra os riscos e opções

Há 15 horas

'Blockchains precisam se adaptar às necessidades da 'vida real', diz executiva da Avalanche
Future of Money

'Blockchains precisam se adaptar às necessidades da 'vida real', diz executiva da Avalanche

Há um dia

Presidente da Ripple fala sobre futuro do XRP e vê Brasil como "garoto-propaganda" na regulação
Future of Money

Presidente da Ripple fala sobre futuro do XRP e vê Brasil como "garoto-propaganda" na regulação

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais