Fotógrafo renomado lança coleção de NFTs de fotografias da Amazônia em plataforma da Sotheby's

Casa famosa de leilões comercializará NFTs de Sebastião Salgado em plataforma exclusiva e classificou o trabalho como “a coleção mais significativa de NFTs de um fotógrafo vivo''
Foto selecionada para a coleção de NFTs de Salgado (Sebastião Salgado/Reprodução)
Foto selecionada para a coleção de NFTs de Salgado (Sebastião Salgado/Reprodução)
M
Mariana Maria Silva

Publicado em 06/10/2022 às 17:57.

Última atualização em 06/10/2022 às 17:58.

Um dos maiores fotógrafos do Brasil e do mundo anunciou nesta quinta-feira, 6, sua entrada no mercado de tokens não fungíveis (NFTs). A coleção de fotografias feitas na Amazônia por Sebastião Salgado será comercializada a partir do dia 12 de outubro na plataforma da Sotheby’s, desenvolvida especialmente para leilões de NFTs.

A famosa casa de leilão classificou o trabalho de Salgado como “a coleção mais significativa de NFTs de um fotógrafo vivo”. Foram cinco meses de curadoria para desenvolver a coleção de cinco mil fotografias das mais de 60 viagens feitas pelo fotógrafo para a região da Amazônia.

(Mynt/Divulgação)

As imagens retratam as comunidades indígenas do Brasil, seus costumes e diferentes paisagens. Além da coleção de NFTs, elas também foram exibidas em exposições e museus de São Paulo, Rio de Janeiro, Londres, Roma e Paris.

“A Amazônia evoca maravilha e, para a maioria das pessoas, o desejo de protegê-la e seus habitantes nativos do desmatamento, incêndios, extração ilegal de madeira e mineração e doenças ‘importadas’. Passar um tempo na floresta, sobretudo na companhia de indígenas, é vivenciá-la ainda de outra forma”, afirmou Sebastião Salgado na página oficial da coleção.

A partir do dia 12 de outubro, usuários poderão realizar a compra dos NFTs na plataforma da Sotheby’s. No entanto, não será possível escolher a fotografia, que será revelada ao comprador apenas três dias após a compra e selecionada de forma aleatória.

Os NFTs serão divididos entre dez categorias diferentes. Cada uma vai representar uma região ou aldeia registrada pelo fotógrafo em suas viagens.

Em sua página oficial, a coleção destacou sua preocupação com a preservação da Amazônia e a manutenção da sustentabilidade a nível mundial. Por isso, segundo a página oficial, o blockchain escolhido para a emissão dos NFTs foi a Ethereum.

Há pouco menos de um mês a rede passou por uma atualização que garantiu a economia de cerca de 99% no consumo de energia elétrica.

“Para destacar o compromisso de Sebastião Salgado com a conversa ambiental, a Sotheby’s apresentará a primeira coleção NFT do artista de suas extraordinárias fotografias no recém-atualizado blockchain Ethereum”, afirmou a Sotheby’s.

Segundo a casa de leilões, o consumo de toda a Ethereum agora é inferior a 85 MW, o equivalente ao consumo de energia de aproximadamente 2,1 cadas nos Estados Unidos.

Cada NFT será vendido pelo preço fixo de US$ 250, o equivalente a cerca de R$ 1,3 mil. Todo o valor das vendas será doado ao Instituto Terra, ONG de conservação e reflorestamento da mata atlântica que o fotógrafo criou com sua esposa, Lélia Wanick Salgado, na região do Vale do Rio Doce, em Minas Gerais.

Aproveite todas as possibilidades do mundo crypto. A Mynt ajuda você a explorar o melhor do mercado com segurança e diversidade de criptomoedas. Clique aqui para abrir sua conta.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok  

Veja Também

Felippe Percigo: Descubra como lucrar com seus NFTs e criptos parados
Future of Money
Há 9 horas • 8 min de leitura

Felippe Percigo: Descubra como lucrar com seus NFTs e criptos parados

Copa do Mundo potencializa golpes com criptomoedas e NFTs, aponta estudo
Future of Money
Há 10 horas • 4 min de leitura

Copa do Mundo potencializa golpes com criptomoedas e NFTs, aponta estudo