Future of Money

FBI faz alerta sobre novo golpe que roubou mais de R$ 50 milhões em criptomoedas

Agência dos Estados Unidos aponta que falsas empresas estão enganando consumidores ao oferecerem serviços

Golpes no mercado de criptomoedas exigem atenção de investidores (Al Drago/Bloomberg)

Golpes no mercado de criptomoedas exigem atenção de investidores (Al Drago/Bloomberg)

João Pedro Malar
João Pedro Malar

Repórter do Future of Money

Publicado em 26 de junho de 2024 às 16h28.

Última atualização em 26 de junho de 2024 às 16h39.

O FBI, uma das mais importantes agências de investigação do mundo, divulgou um alerta na última segunda-feira, 24, sobre um novo golpe que tem crescido no mercado de criptomoedas. Até o momento, apurações das autoridades apontam que cerca de US$ 9,9 milhões (R$ 52 milhões, na cotação atual) já foram perdidos.

A investigação do FBI aponta que o golpe começou em fevereiro de 2023 e segue sendo praticado. Em geral, ele tem início em plataformas de redes sociais e trocas de mensagens, com os golpistas entrando em contato diretamente com os alvos escolhidos para a realização do crime.

No contato, os criminosos fingem que são advogados e informam a vítima de que podem ajudá-la a recuperar valores perdidos com empresas de criptomoedas. Caso a pessoa aceite a oferta, é solicitado que ela envie informações sensíveis aos "advogados", que então usam os dados para o roubo.

Em geral, os golpistas solicitam dados pessoais e bancários, o valor que as pessoas gostariam de recuperar e informações sobre quais corretoras de criptomoedas e instituições financeiras usam. Além disso, há casos em que eles pedem o pagamento adiantado de uma parte da remuneração pelos serviços que supostamente prestariam.

Em agosto de 2023, o FBI também emitiu um alerta destacando que criminosos estavam fingindo ser investigadores ligados à agência para convencer vítimas a passarem dados sensíveis ou então contratarem serviços para investigações de crimes financeiros.

  • O JEITO FÁCIL E SEGURO DE INVESTIR EM CRYPTO. Na Mynt você negocia em poucos cliques e com a segurança de uma empresa BTG Pactual. Compre as maiores cryptos do mundo em minutos direto pelo app. Clique aqui para abrir sua conta gratuita.

Além do alerta, o FBI também compartilhou dicas para evitar cair no golpe. A principal é "desconfiar de anúncios de serviços de recuperação de criptomoedas. Pesquise a empresa anunciada e tome cuidado se ela usar linguagem vaga, tiver uma presença online mínima e fizer promessas quanto à capacidade de recuperar fundos".

"Se um indivíduo desconhecido entrar em contato com você e afirmar ser capaz de recuperar criptomoedas roubadas, não divulgue nenhuma informação financeira ou de identificação pessoal e não envie dinheiro. As autoridades também não cobram uma taxa para investigação de crimes", ressaltou a agência.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | TikTok

Acompanhe tudo sobre:FBICriptomoedasCriptoativos

Mais de Future of Money

União Europeia vai apoiar projeto que usa blockchain para criar soluções de sustentabilidade

ETFs de Ethereum podem atrair US$ 10 bilhões e levar cripto à máxima histórica, diz analista

Show com Lauryn Hill e Mano Brown no Allianz Parque lança NFTs comemorativos

Governo da Alemanha conclui vendas de bitcoin e soma R$ 15 bilhões arrecadados

Mais na Exame