Future of Money

ETFs de bitcoin batem recorde e acumulam 850 mil unidades da criptomoeda

Após aprovação pela SEC em janeiro deste ano, novos fundos de investimento na criptomoeda atraíram investimentos bilionários

ETFs de bitcoin foram aprovados pela SEC em 2024 (Reprodução/Reprodução)

ETFs de bitcoin foram aprovados pela SEC em 2024 (Reprodução/Reprodução)

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 23 de maio de 2024 às 16h35.

Os ETFs de bitcoin nos Estados Unidos atingiram nesta semana mais um recorde relevante. Somados, os fundos negociados em bolsa da criptomoeda somam agora mais de 850 mil unidades do ativo sob gestão, um número inédito para o grupo de 11 fundos. A marca foi atingida na última quarta-feira, 22.

O novo recorde reflete uma retomada dos fluxos de investimentos nos ETFs após semanas de lateralidade e perdas ao longo de abril e no início de maio. Pela dinâmica dos fundos, os valores investidos são usados para adquirir unidades correspondentes da criptomoeda, que ficam sob a gestão das responsáveis pelos ETFs.

O recorde anterior firmado pelos fundos de bitcoin foi de 845 mil unidades sob gestão, logo no início de abril. Mas o cenário adverso das últimas semanas dificultou a superação dessa marca. Entretanto, o sentimento de mercado mudou após a primeira quinzena deste mês, favorecendo os produtos.

Dados reunidos pela empresa HODL15Capital apontam que o ETF da Grayscale segue na liderança em relação ao total de unidades adquiridas, com 289 mil, equivalentes a US$ 20 bilhões. Logo em seguida, porém, está o ETF da BlackRock, com 283 mil unidades, ou US$ 19,6 bilhões.

O fundo da Grayscale já existe há alguns anos, mas apenas em janeiro recebeu a permissão para ser convertido em um ETF. Já o fundo de bitcoin da BlackRock é novo, criado em janeiro, o que explica a liderança da Grayscale. Mesmo assim, ela poderá ser superada em breve pela maior gestora de ativos do mundo.

Na última quarta-feira, os ETFs registraram o oitavo dia seguido de saldo líquido positivo nos investimentos. Agora, os fundos somam US$ 59 bilhões em ativos sob gestão. Como os fluxos seguem positivos nesta quinta-feira, 23, a marca dos US$ 60 bilhões poderá ser atingida em breve.

Os 11 ETFs de bitcoin atualmente disponíveis nas bolsas de valores dos Estados Unidos foram aprovados pela Comissão de Valores Mobiliários do país, a SEC, em 10 de janeiro, estreando no dia seguinte. Desde então, eles atraíram bilhões em investimentos, quebrando recordes no mercado.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | TikTok

Acompanhe tudo sobre:BitcoinETFsCriptomoedasCriptoativos

Mais de Future of Money

Segundas camadas do Bitcoin: explorando avanços e desafios na expansão da rede

O que fazer neste momento do mercado cripto?

Como um DJ famoso ganhou (e perdeu) milhões de dólares com NFTs

Após ETFs, o que vai ser do ether em junho? Especialista revela 3 previsões

Mais na Exame