Visa lança projeto que integra serviços com bitcoin e outras criptos aos bancos

Visa Crypto APIs permitirá que bancos ofereçam serviços como compra, venda e custódia de criptomoedas; piloto está sendo executado com banco digital dos EUA

Depois de avisar que pode adicionar as criptomoedas à sua rede de pagamentos, a Visa deu um passo à frente e anunciou, nesta quarta-feira, 3, que está testando uma interface de programação de aplicações (API) que permitirá que bancos ofereçam serviços com bitcoin e outros criptoativos — incluindo negociações de compra e venda.

O Visa Crypto APIs tem como primeiro usuário o banco digital First Boulevard. Com o uso da tecnologia da Visa, seus clientes poderão comprar, vender, trocar e guardar ativos digitais. As operações com criptoativos serão possíveis devido à parceria da Visa com a Anchorage, empresa especializada em fornecer estrutura para que empresas participem do mercado cripto.

A ideia é que o piloto com o First Boulevard ajude no desenvolvimento da API e permita que outros clientes institucionais da Visa possam integrar recursos com criptoativos em sua oferta de produtos e serviços ainda em 2021.

“Decidimos fazer da Visa a ponte entre as moedas digitais e nossa rede global de 70 milhões de comerciantes”, disse Jack Forestell, diretor de produtos da Visa. “Com este programa piloto, queremos estender o valor da Visa para clientes da empresa como neobanks e instituições financeiras, fornecendo uma ponte fácil para criptoativos e redes de blockchain”.

O desenvolvimento do Visa Crypto APIs marca a próxima fase da estratégia para ativos digitais da Visa, com foco na expansão do papel da empresa como uma "rede de redes". Como parte dessa fase inicial, de testes e aprendizagem, a Visa pretende explorar formas pelas quais as instituições financeiras que não possuem infraestrutura própria possam aproveitar a plataforma da Visa para acessar o crescente universo dos criptoativos e redes blockchain.

"O programa piloto de APIs da Visa é um passo significativo tanto para a proliferação das criptos como uma classe de ativos, quanto para acessibilidade e inclusão em pagamentos e serviços financeiros. Estamos entusiasmados em trabalhar junto com a Visa e o First Boulevard para construir a infraestrutura para um futuro financeiro mais seguro e justo”, disse Diogo Mónica, presidente e cofundador da Anchorage.

A decisão da Visa pode ter impacto gigantesco no futuro do mercado de criptoativos. Em 2020, a entrada do Paypal no setor, permitindo que seus usuários negociem, guardem e utilizem criptoativos para fazer compras, foi apontado como uma das razões para a alta do bitcoin. O Paypal tinha, na época, cerca de 320 milhões de usuários. A Visa tem mais de 1,1 bilhão de cartões de crédito em circulação, 70 milhões de lojistas credenciados, parceria com praticamente todos os grandes bancos e uma rede que opera quase 190 bilhões de transações todos os anos.

No curso "Decifrando as Criptomoedas" da EXAME Academy, Nicholas Sacchi, head de criptoativos da Exame, mergulha no universo de criptoativos, com o objetivo de desmistificar e trazer clareza sobre o funcionamento. O especialista usa como exemplo o jogo Monopoly para mostrar quem são as empresas que estão atentas a essa tecnologia, além de ensinar como comprar criptoativos. Confira.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 9,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.