Blockchain.rio unirá governantes, especialistas em blockchain e economistas para debater a Web3

Evento ocorrerá em setembro na cidade maravilhosa e foca no debate e incentivo do uso das novas tecnologias na educação para a prospecção de novos negócios
Evento ocorrerá entre os dias 1 e 4 de setembro no Rio de Janeiro (Zarpo/Divulgação)
Evento ocorrerá entre os dias 1 e 4 de setembro no Rio de Janeiro (Zarpo/Divulgação)
M
Mariana Maria SilvaPublicado em 16/08/2022 às 11:24.

Nos próximos dias 1 a 4 de setembro acontecerá o Blockchain.rio, evento focado no debate e incentivo do uso de novas tecnologias. Com mais de 250 personalidades convidadas, serão abordados temas como a tecnologia blockchain, Web3, criptoativos, tokenização, NFTs e metaverso em três galpões do Píer Mauá, no Rio de Janeiro.

Levando em consideração o tema ainda novo no Brasil, a intenção do Blockchain.rio é utilizar o debate como uma ferramenta de incentivo para o uso de novas tecnologias na educação e na prospecção de novos negócios. O evento conectará pessoas e empresas que estão de olho no presente e no futuro do mercado blockchain.

(Mynt/Divulgação)

“O Blockchain Rio Festival vai apresentar uma mistura dinâmica de tecnologia pioneira com empresários, acadêmicos, autoridades que estão na vanguarda, pavimentando o caminho no cenário blockchain e de ativos digitais no Brasil e no mundo em diferentes estratos da sociedade”, afirmou Francisco Carvalho, CEO do Blockchain.Rio.

Por esta razão, nem todos os convidados são pessoas nativas deste universo. Além de especialistas em blockchain, participarão do Blockchain.rio economistas e membros do governo.

Na lista extensa estão o Ministro da Ciência e da Tecnologia Paulo Alvim, o Ministro das Comunicações Fábio Faria, o Governador do Estado do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, o economista Ricardo Amorim, o head global de blockchain da Ernst Young, Paul Brody, e o CEO do metaverso Upland, Dirk Lueth.

A abordagem do Blockchain.rio vai abranger uma série de aspectos da tecnologia durante os quatro dias de evento. Os mais diversos painéis, mesas redondas e workshops tratarão de temas como NFTs, criptoativos, metaverso, soluções para supply chain, DAOs, regulação, uso do blockchain para o governo, saúde, energia e agropecuária, tokenização imobiliária e desdobramentos jurídicos no metaverso em uma área de mais de 13.500 m².

Além das palestras, será realizada uma premiação inédita para mulheres e a quinta edição do Hacking Rio, o maior hackathon da América Latina, de acordo com um comunicado. O Women in Tech LatAm celebrará “as ações marcantes de mulheres que impactam o segmento de tecnologia mundial”, segundo a organização do evento.

Com 8 categorias, o prêmio apresentado pela jornalista Ana Paula Padrão levará as oito mulheres premiadas para representar a América Latina em Dubai, na quinta edição do Women in Tech Global.

Em parceria com a Ambipar, líder em gestão ambiental, a gestão do Blockchain.rio garante que o evento será carbono neutro. Suas emissões serão compensadas com a ajuda da empresa de soluções tecnológicas para a sustentabilidade.

O evento também é fomentador e apoiador de projetos que utilizam a tecnologia como principal ferramenta de melhoria de qualidade de vida. Projetos como Educar+, que desenvolveu NFTs com os desenhos das crianças para arrecadar fundos e o Escola da Ponte para Pretxs, que recentemente, em parceria com a Paxful, ofereceu bolsas de estudos para jovens pretos estudarem sobre bitcoin, são alguns dos projetos apoiados pelo Blockchain.Rio.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok