Acompanhe:

A B3, empresa responsável pela bolsa de valores brasileira, anunciou na última quinta-feira, 28, que recebeu a autorização da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para lançar contratos futuros de preço do bitcoin. A expectativa da empresa agora é que a nova opção de investimento na criptomoeda seja disponibilizada no dia 17 de abril.

Em um comunicado, a B3 informou que será a responsável pelo contrato futuro, que terá a sigla BIT. A companhia comentou ainda que a data oficial de lançamento do produto será divulgada apenas após a aprovação pela CVM do manual operacional com as regras do contrato.

Felipe Gonçalves, superintendente de Produtos de Juros e Moedas da B3, destacou que a empresa "está expandindo sua atuação no mercado de criptoativos, oferecendo aos investidores formas diferentes de diversificarem suas estratégias". Em março, a empresa também detalhou sua estratégia para o mercado de criptoativos.

"Esse lançamento atende uma demanda por um produto derivativo que permite a proteção da oscilação de preços do bitcoin ou a exposição direcional ao ativo, mantendo a segurança de operar no ambiente da bolsa do Brasil", comentou o executivo.

Também no comunicado, a B3 informou que conta atualmente com 14 fundos negociados em bolsa (ETFs) e recebidos negociados na bolsa brasileira (BDRs) de ETFs negociados em outros países, em especial nos Estados Unidos. Em fevereiro, a BlackRock disponibilizou no Brasil os BDRs do seu ETF de bitcoin.

Na visão da B3, o contrato futuro da criptomoeda é "mais uma alternativa de produto que permite aos investidores, via instrumento derivativo, a proteção da oscilação de preços" do ativo. O contrato tem como referência o Nasdaq Bitcoin Reference Price.

Na prática, o valor do contrato será equivalente a 0,1 unidade de bitcoin, ou 10% do valor do ativo em reais. O produto também terá vencimento mensal, investimento mínimo de R$ 100 por contrato e liquidação exclusivamente financeira, sem compra e venda direta da criptomoeda.

"Em seu lançamento, o contrato futuro de bitcoin contará, no primeiro momento, com formadores de mercado, agentes que negociam o produto e ajudam a trazer liquidez e confiabilidade para a formação de preços", revelou a B3.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | TikTok

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Nem tudo é otimismo: especialistas questionam impacto do halving no preço do bitcoin
Future of Money

Nem tudo é otimismo: especialistas questionam impacto do halving no preço do bitcoin

Há 6 horas

Bitcoin terá "evento do ano": especialistas veem halving com otimismo e projetam disparada de preço
Future of Money

Bitcoin terá "evento do ano": especialistas veem halving com otimismo e projetam disparada de preço

Há 6 horas

Brasil vai colher frutos por liderar regulação de cripto na América Latina, diz executiva da Ripple
Future of Money

Brasil vai colher frutos por liderar regulação de cripto na América Latina, diz executiva da Ripple

Há 7 horas

Mineração de bitcoin atinge maior dificuldade da história antes do halving
Future of Money

Mineração de bitcoin atinge maior dificuldade da história antes do halving

Há 8 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais