Future of Money

Análise: mercado cripto retoma tendência de alta com dólar mais fraco e ETFs de ether no radar

Após semanas com queda e lateralidade, criptomoedas voltaram a subir com cenário mais favorável no mercado

Bitcoin disparou mais de 60% nos primeiros meses de 2024 (Reprodução/Reprodução)

Bitcoin disparou mais de 60% nos primeiros meses de 2024 (Reprodução/Reprodução)

Lucas Costa
Lucas Costa

Analista Técnico do BTG Pactual

Publicado em 21 de maio de 2024 às 12h01.

Última atualização em 21 de maio de 2024 às 12h14.

O sentimento do mercado de criptomoedas melhorou significativamente na última semana. Os ativos de risco ao redor do mundo seguem sua tendência de alta, e a perda de força do dólar nos últimos dias também contribui para uma descompressão do risco no mercado como um todo.

Dentro do criptoverso, os rumores sobre a possível aprovação dos ETFs de Ethereum e o início das discussões no Departamento de Justiça dos Estados Unidos, que podem indicar uma menor probabilidade do ether ser considerado um valor mobiliário, resultaram no encerramento de diversas posições vendidas e no aumento da pressão compradora.

Diante desse cenário, observamos a falha no rompimento de fundos importantes nas principais criptos e um primeiro sinal de tentativa de retomada da tendência de alta.

Apresentamos a análise técnica do S&P 500, DXY, bitcoin, Ethereum e Solana.

Análise Técnica – S&P 500

O S&P 500 fechou a última semana com 1,54% de alta. A tendência de médio e curto prazo é de alta, com cruzamento das médias móveis de 21 e 50 dias.

O preço formou uma sequência de topos e fundos ascendentes, sugerindo aumento da pressão compradora. A próxima resistência é o topo em 5.270 e seu rompimento pode levar ao teste das extensões de Fibonacci em 5.460 (61,8%) e 5.575 (100%).

coluna lucas costa

Análise Técnica – DXY

O dólar fechou a última semana com 0,78% de queda e testou a média móvel de 200 dias, região que deve atuar como um suporte importante. No gráfico diário do DXY, o preço formou uma sequência de máximas e mínimas mais baixas, indicando uma correção mais profunda.

As próximas resistências são 105,600 e 106,500. Insight: A tendência de alta do DXY de médio prazo é de alta, mas perdeu força no curto prazo. A faixa da média móvel de 200 dias é um suporte importante, mas devemos alertar que o rompimento do fundo em 103,250 pode levar a uma tentativa de reversão para baixa no curto prazo. Outros suportes são 104,000 e 102,700.

coluna lucas costa

Análise Técnica – bitcoin

O bitcoin falhou em romper o fundo anterior e se aproximou do topo da lateralidade. O gráfico diário mostra uma tendência de médio prazo de alta e lateralidade no curto prazo. O preço encontrou suporte no fundo anterior em US$ 60 mil e falhou o movimento de reversão para queda.

A próxima resistência é o último topo em US$ 73 mil e seu rompimento pode acionar um novo pivô de alta, com objetivos de Fibonacci em US$ 80 mil e US$ 83,35 mil. É importante lembrar que a retomada da alta depende de uma sequência de rompimentos acima do topo da lateralidade.

coluna lucas costa

No curto prazo, o gráfico de 4 horas do bitcoin permite observar o price action de uma forma mais detalhada. O preço formou um fundo mais alto que o anterior em US$ 60,5 mil e o rompimento do topo em US$ 65 mil acionou um novo pivô de alta, dando início a um movimento de recuperação mais forte que os anteriores.

coluna lucas costa

Análise Técnica – Ethereum

O gráfico do ether fez uma nova tentativa de reversão de baixa para alta. O preço consolidou perto da média móvel de 200 dias em US$ 2,76 mil e a melhora do sentimento do mercado sobre a possível aprovação dos ETFs de Ethereum fez com uma quantidade grande de posições short fossem encerradas.

Isso gerou um “efeito dominó” no mercado, impulsionando o preço novamente para próximo do topo de mar-24 em US$ 4,1 mil.

As médias móveis de 21 e 50 dias têm cruzamento de alta, indicando aumento da pressão compradora. O próximo suporte é a consolidação anterior em US$ 3 mil e o fundo de jan-24 em US$ 2,3 mil. O rompimento do topo em US$ 4,1 mil pode levar a uma retomada da tendência primária de alta.

coluna lucas costa

Análise Técnica – Solana

O criptoativo Solana fechou a última semana com 18,54% de alta. O preço formou um fundo mais alto que o anterior e o rompimento do último topo em US$ 205,00 pode acionar um novo pivô de alta, dando continuidade à tendência intermediária de alta.

O gráfico diário da Solana tem cruzamento de alta das médias móveis de 21 e 50 dias, indicando aumento da pressão compradora. O rompimento do último topo em US$ 205,00 pode levar aos próximos objetivos de Fibonacci em US$ 265,75 (141,4%) e US$ 300,00 (161,8%).

coluna lucas costa

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | TikTok

Acompanhe tudo sobre:BitcoinEthereumCriptomoedasCriptoativos

Mais de Future of Money

Comissão Federal de Comércio dos EUA alerta para aumento de golpes românticos com criptomoedas

Bitcoin em “queda livre” é oportunidade de compra? Especialista do BTG responde

G20 debate como blockchain pode ajudar na economia digital e segurança dos maiores países do mundo

Inteligência artificial “vai transformar bancos”, diz pesquisa do Boston Consulting Group

Mais na Exame