Future of Money

8 motivos que explicam porque o bitcoin é necessário, segundo o ChatGPT

Tecnologia por trás do ChatGPT passou por atualização nesta semana para se tornar “mais criativo e colaborativo do que nunca”

Baixas taxas e descentralização são citadas por inteligência artificial como pontos positivos do bitcoin (Reprodução/Reprodução)

Baixas taxas e descentralização são citadas por inteligência artificial como pontos positivos do bitcoin (Reprodução/Reprodução)

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 15 de março de 2023 às 17h18.

A GPT se tornou a inteligência artificial mais famosa do mundo nos últimos meses graças à popularidade de uma das suas aplicações, o ChatGPT. E nesta semana, a OpenAI, empresa responsável pela tecnologia, realizou uma nova atualização no projeto, levando-o para a sua quarta versão, que busca tornar a AI "mais criativa e colaborativa do que nunca".

Entre as novidades, a GPT passou a ser capaz de analisar imagens, embora só possa responder usando a escrita, e também consegue resolver problemas complexos de forma mais rápida. Mesmo assim, o seu funcionamento segue o mesmo: ela responde a perguntas, pedidos ou ordens dos usuários, apresentando respostas a partir da análise do banco de dados que a alimenta.

O percentual de respostas com conteúdos factuais, por exemplo, aumentou com a atualização, o que pode indicar uma melhora na qualidade das informações compartilhadas pela inteligência artificial. Pensando nisso, usuários já questionaram o ChatGPT sobre a importância do bitcoin, e mais especificamente do porquê o mundo precisaria da criptomoeda.

Em sua resposta, a IA destacou que a necessidade por parte do mundo é "uma questão de perspectiva", mas que existem "diversas razões para o bitcoin e outras criptomoedas terem ganhado popularidade e serem vistas como tendo valor por muitas pessoas". Em seguida, a ferramenta apresentou oito desses motivos, que mostrariam a importância do ativo.

O primeiro é a descentralização: "o bitcoin opera em uma rede descentralizada, o que significa que nenhuma entidade isolada, como governo ou instituição financeira, pode controlá-lo. Essa descentralização pode proporcionar mais liberdade, autonomia e resistência à censura ou manipulação".

A inteligência artificial destaca ainda o potencial do bitcoin para aumentar a inclusão financeira, já que ele "pode fornecer acesso a serviços financeiros para indivíduos que não possuem possuem banco, especialmente em regiões onde a infraestrutura bancária tradicional é limitada ou indisponível. Com um smartphone e acesso à internet, qualquer pessoa pode usar o bitcoin para transações, remessas e armazenamento de valor".

Outro ponto citado são as baixas taxas cobradas em transações com a criptomoeda, em especial na comparação com serviços financeiros tradicionais e, principalmente, em operações internacionais, ajudando consumidores e empresas a reduzirem custos. O ChatGPT ressaltou ainda a transparência e a segurança ligadas ao aitvo, graças ao uso da tecnologia blockchain, um "livro-razão público e inviolável".

"O bitcoin tem um suprimento limitado de 21 milhões de moedas, tornando-o uma moeda deflacionária. Esse limite reduz o risco de inflação, que pode corroer o poder de compra das moedas tradicionais ao longo do tempo", observa a inteligência artificial. Além disso, é possível usar a criptomoeda como um investimento para diversificar portfólios, graças ao potencial de crescimento e valorização do ativo ao longo do tempo.

Outro ponto citado pelo ChatGPT é que "embora não seja totalmente anônimo, o bitcoin oferece um maior grau de privacidade em comparação com as transações financeiras tradicionais, pois as transações são vinculadas apenas a um endereço público e não a informações pessoais".

Por fim, a inteligência artificial afirma que "o bitcoin e outras criptomoedas tornam o dinheiro programável por meio de contratos inteligentes, que podem automatizar e agilizar vários processos e transações financeiras, levando a maior eficiência e novos modelos de negócios".

"É importante observar que o bitcoin e outras criptomoedas também têm suas desvantagens, como volatilidade, problemas de escalabilidade e consumo de energia. A necessidade percebida de se usar o bitcoin pode variar dependendo das perspectivas individuais, situações financeiras e circunstâncias regionais", ressalta o ChatGPT.

Sabia que você pode investir em Bitcoin, ether, Polkadot e muitas outras moedas digitais direto no app da Mynt? Comece com R$ 100 e com a segurança de uma empresa BTG Pactual. Clique aqui para abrir sua conta gratuitamente.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | TikTok

Acompanhe tudo sobre:ChatGPTInteligência artificialBitcoinCriptomoedasBlockchain

Mais de Future of Money

Vanguard anuncia novo CEO pró-bitcoin após críticas contra a criptomoeda

El Salvador usa energia de vulcão para obter R$ 149 milhões em bitcoin

Estado nos EUA revela investimento de R$ 800 milhões em ETFs de bitcoin

Cenário macroeconômico dos EUA será decisivo para o bitcoin nos próximos meses; entenda

Mais na Exame