Esporte

Futevôlei e Beach Tennis se popularizam no Brasil e atraem cada vez mais patrocinadores

Esportes de areia caem nas graças do público brasileiro e ganham apoio de grandes marcas

Futevôlei e Beach Tennis: O apoio a eventos do segmento também é evidente (Ivan Storti/Divulgação)

Futevôlei e Beach Tennis: O apoio a eventos do segmento também é evidente (Ivan Storti/Divulgação)

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 28 de fevereiro de 2023 às 12h34.

O crescimento dos esportes de areia entre a população brasileira já é uma realidade. Segundo uma pesquisa da Federação Internacional de Tênis (ITF), a prática desta modalidade no país cresceu 12%, entre janeiro e abril do último ano. O estudo também indica a profissionalização do beach tennis, uma vez que há um aumento considerável de novos nomes nos rankings mundiais.

De acordo com a Federação Paulista de Futevôlei, este tipo de atividade aumentou mais de 250% durante a pandemia, e a participação de crianças, adolescentes e mulheres triplicou durante os últimos três anos. Além das tradicionais quadras situadas no litoral, em cidades da Grande São Paulo e do interior, o esporte também se tornou popular, resultando em um boom na construção de centros esportivos com aulas e locação de quadras.

“O impacto na mídia, através dos influenciadores e artistas que estão aderindo ao esporte, e a transformação que ele faz na vida das pessoas popularizaram o futevôlei. Você muda o estilo de vida, a alimentação, a saúde melhora. As pessoas conseguem enxergar o futevôlei democrático por meio da iniciação, e isso é feito através dos centros de treinamentos e redes, locais onde as pessoas podem iniciar o esporte da forma correta”, afirma Giba Diniz, CEO da Riplay Sports e Vice-Presidente da Confederação Paulista de Futevôlei.

Ao perceber a tendência de consumo dos esportes de areia por grande parte da população, as marcas e empresas passaram a investir nessas modalidades, patrocinando eventos, quadras e atletas. A cerveja Corona, por exemplo, tradicionalmente ligada a esportes e ao verão, patrocina quadras de areia na cidade de São Paulo.

De acordo com Giba, que também é organizador do Open Nacional de Futevôlei, a expectativa para 2023 é a melhor possível. “Temos uma crescente no número de praticantes entre jovens e mulheres. Cada vez mais as pessoas estão jogando futevôlei. Houve crescimento dos eventos, que tomaram uma proporção nacional através da TV aberta, fechada, YouTube, Tik Tok, passando em grandes veículos de comunicação. E grandes marcas estão investindo na modalidade, tornando-o um esporte cada vez mais profissional”.

O apoio a eventos do segmento também é evidente. No Arena Verão+, competição que aconteceu entre janeiro e fevereiro deste ano, 12 marcas estabeleceram acordos de patrocínios, com destaque para Motorola e Esportes da Sorte, donas das cotas principais. Com torneios de Beach Soccer, Beach Tennis, Futevôlei, e a presença de grandes atletas, o projeto teve sede na Praia da Enseada, na cidade do Guarujá, litoral de São Paulo, e contou com uma estrutura para mais de 4.000 pessoas.

“Os eventos de areia têm sido cada vez mais frequentes em função do crescimento de modalidades, como o Beach Tennis. Sinto receptividade por partes das empresas quando falamos do evento, pois ele esta associado ao esporte, saúde, praia, aspectos positivos”, relata Fábio Wolff, fundador da Wolff Sports, agência parceira da organizadora Goolaço e responsável pela comercialização do evento.

“O mercado publicitário também passou a valorizar os eventos, torneios e atletas dos esportes de areia. O fato de ter transmissão no SporTV e ser um evento que interage com turistas, munícipes e participantes das modalidades em disputa tornou o espetáculo ainda mais atraente”, completa o executivo.

Acompanhe tudo sobre:EsportesPraias

Mais de Esporte

Jogos de hoje, terça-feira, 14, onde assistir ao vivo e horários

Mais na Exame