Esporte

Brasileirão deve ter jogos adiados devido às enchentes no RS; veja mudanças

Os jogos de Internacional, Juventude e Grêmio pela Copa do Brasil já foram adiados

Rio Grande do Sul: desastre altera calendário de jogos (Lucas Uebel / Grêmio FBPA/Agência Brasil)

Rio Grande do Sul: desastre altera calendário de jogos (Lucas Uebel / Grêmio FBPA/Agência Brasil)

Publicado em 7 de maio de 2024 às 14h47.

Última atualização em 7 de maio de 2024 às 14h57.

Tudo sobreRio Grande do Sul
Saiba mais

Depois das enchentes no Rio Grande do Sul, que já deixaram 90 mortos e mais de 130 desaparecidos, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) estuda um novo calendário para o Brasileirão de 2024 e deve anunciá-lo em breve.

Os jogos de Internacional, Juventude e Grêmio pela Copa do Brasil já foram adiados, assim como os da quinta rodada do Campeonato Brasileiro. A Conmebol também adiou os duelos de Inter e Grêmio pela Sul-Americana e Libertadores, respectivamente.

O treinamento dos times ficou impossibilitado, sobretudo nos campos de treinamento e estádios. O CT Parque Gigante, local onde o time do Internacional treina, foi atingido pela cheia do Lago Guaíba. O Grêmio também viu suas dependências serem atingidas pela enchente, principalmente seu estádio, que está com o gramado completamente alagado.

Paralisação do futebol

Na noite desta segunda-feira, 6, representantes do estado na Série A, Internacional, Grêmio e Juventude pediram formalmente pela paralisação de suas partidas pelo Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil por 20 dias.

Os clubes afirmam que 'a prioridade do momento é de apoio aos necessitados e as vítimas das enchentes no estado, e a restauração do mínimo de infraestrutura necessária para garantir a segurança de todos aqueles que participam de um evento esportivo', conforme nota assinada pelo presidente da Federação Gaúcha de Futebol, Luciano Hocsman.

Rede de ajuda

Os jogadores Vinicius Jr.Neymar e Endrick se mobilizaram para ajudar as vítimas das graves enchentes no Rio Grande do Sul, cujos grandes times, Grêmio e Internacional, tiveram suas instalações inundadas. 

A CBF também criou uma plataforma para realizar doações aos atingidos, campanha da qual participam, além dos jogadores citados, o zagueiro Danilo e o técnico Dorival Junior.

Estrelas gaúchas ou que fizeram história no Rio Grande do Sul, como Ronaldinho Gaúcho, Dunga, Paulo Roberto Falcão e Tinga também participaram das convocações.

Catástrofe no Rio Grande do Sul

A Defesa Civil do Rio Grande do Sul (RS) divulgou, às 9h desta terça-feira, 7, o balanço atualizado do número de mortos pelos temporais que atingem o estado. Segundo o último levantamento, 90 pessoas morreram por consequência das fortes chuvas que se alastram no estado. Outros quatro óbitos estão em investigação.

Pelo menos 132 pessoas seguem desaparecidas e 361 pessoas estão feridas. Ao todo, mais de 1,3 milhão de pessoas de 388 municípios foram afetadas.

A Câmara dos Deputados aprovou, na noite de segunda-feira, 6, o projeto de decreto legislativo (PDL) 236/2024 enviado pelo governo federal que reconhece o estado de calamidade pública no Rio Grande do Sul (RS) até 31 de dezembro de 2024. Ainda hoje, o Senado também deve aprovar o decreto.

Com essa medida, os limites e prazos estipulados pela Lei de Responsabilidade Fiscal poderão ser temporariamente suspensos, agilizando o repasse de recursos federais para o estado, que enfrenta a sua pior crise climática devido às enchentes. Além disso, os recursos destinados a essa finalidade não estarão sujeitos às restrições de empenho.

Acompanhe tudo sobre:FutebolBrasileirãoCBFInternacionalGrêmio

Mais de Esporte

Anderson Silva x Sonnen: quem ganhou a luta realizada em São Paulo

Athletico-PR x Flamengo: onde assistir, horário e escalações pelo Brasileirão

Corinthians x São Paulo: onde assistir, horário e escalações pelo Brasileirão

Grêmio x Botafogo: onde assistir, horário e escalações pelo Brasileirão

Mais na Exame