Acompanhe:

O Catar anunciou planos para expandir a produção do maior campo de gás natural do mundo, o que aumentará a capacidade para 142 milhões de toneladas por ano antes de 2030.

De acordo com a Al Jazeera, a expansão do Campo Norte acrescentará mais 16 milhões de toneladas de gás natural liquefeito (GNL) por ano aos planos de expansão já existentes.

"Estudos recentes mostraram que o Campo Norte contém enormes quantidades adicionais de gás, o que eleva as reservas do Catar para mais de 20 trilhões de metros cúbicos", disse o ministro da Energia do Catar, Saad Sherida al-Kaabi, que também dirige a empresa estatal QatarEnergy.

De acordo com o ministro, esses resultados "nos permitirão começar a desenvolver um novo projeto de GNL a partir do setor oeste do Campo Norte, com uma capacidade de produção de cerca de 16 milhões de toneladas por ano", disse ele.

Segundo informações da Al Jazeera, isso elevará a capacidade de produção do Catar para 142 milhões de toneladas quando "a nova expansão for concluída antes do final desta década" - um aumento de quase 85% em relação aos níveis de produção atuais.

O chefe da QatarEnergy disse que a empresa "iniciará imediatamente" os trabalhos de engenharia para garantir que a expansão seja concluída a tempo. O North Field faz parte do maior campo de gás do mundo, que o Catar compartilha com o Irã, que chama sua parte de South Pars.

O Catar é um dos maiores produtores de GNL do mundo ao lado de Estados Unidos, Austrália e Rússia.

Países asiáticos liderados por China, Japão e Coreia do Sul têm sido o principal mercado para o gás do Catar, mas a demanda também cresceu nos países europeus desde que a guerra da Rússia contra a Ucrânia colocou em dúvida o fornecimento. O conflito completou dois anos no final de semana.

Os últimos planos de expansão seguem uma enxurrada de anúncios de acordos de fornecimento de gás do Catar a longo prazo, incluindo novos negócios com Índia (contrato de 20 anos) e Bangladesh (contrato de 15 anos).

No ano passado, o Catar assinou acordos de GNL com a chinesa Sinopec, a francesa Total, a britânica Shell e a italiana Eni.

Essa expansão mais recente na produção pode não ser a última do Catar, já que o ministro da Energia disse que a avaliação dos reservatórios de gás continuará e a produção será expandida ainda mais "se houver necessidade do mercado".

Colapso do preço do gás

A concorrência pelo GNL aumentou desde o início da guerra na Ucrânia, especialmente com a Europa, que precisa de uma grande quantidade para ajudar a substituir o gás russo que costumava representar quase 40% das importações do continente.

O anúncio do Catar foi feito em um momento em que os preços do gás nos EUA são negociados perto do nível mais baixo de todos os tempos, se ajustados à inflação, após uma década de aumentos meteóricos na produção, o que tornou os EUA um dos maiores exportadores de petróleo e gás.

Os preços do gás na Europa também caíram, apesar da queda no fornecimento russo, depois que EUA e o Catar ajudaram a substituir o antigo fornecedor.

Apesar da queda nos preços, todos os principais produtores de gás, incluindo EUA, Austrália e Rússia, querem aumentar a produção, apostando em um maior crescimento da demanda e nas preocupações de que sua commodity poderá não ser tão necessária daqui a algumas décadas partindo da premissa de que a transição energética pode tornar a energia verde mais barata.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Por que ataques no Irã afetam os voos em Dubai?
Mundo

Por que ataques no Irã afetam os voos em Dubai?

Há um dia

Em meio à crise climática, Haddad pede recursos a bancos multilaterais
ESG

Em meio à crise climática, Haddad pede recursos a bancos multilaterais

Há 2 dias

Vibra, Suzano e Petrogal se unem em torno do combustível de aviação sustentável
ESG

Vibra, Suzano e Petrogal se unem em torno do combustível de aviação sustentável

Há 3 dias

Marina Silva está na lista das personalidades mais influentes da Time
ESG

Marina Silva está na lista das personalidades mais influentes da Time

Há 3 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais