Acompanhe:

Os senadores instalaram a Comissão Especial para Debate de Políticas Públicas sobre Hidrogênio Verde (CEHV) nesta quarta-feira, 12. No encontro, foi também estabelecido o plano de trabalho. A discussão do tema é importante, uma vez que o hidrogênio verde (H2V) é uma alternativa para reduzir as emissões de gases do efeito estufa (GEE) e é considerado a fonte de energia do futuro.

Pelos próximos dois anos, a comissão temporária do Senado Federal, presidida pelo senador Cid Gomes (PDT) e que tem como relator Otto Alencar (PSD), vai avaliar políticas públicas sobre o hidrogênio verde, uma tecnologia de geração de energia limpa.

Durante a instalação da CEHV, Cid Gomes ressaltou que “o modelo de negócio e resultados motivam a manutenção de um debate no Congresso Nacional que relacione o modo de desenvolvimento do Brasil com as preocupações globais, não apenas quanto ao acesso a fontes de energia, como também com relação às mudanças climáticas e seus impactos nocivos para o equilíbrio ambiental do planeta”.

A comissão foi proposta em março pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD), com o objetivo de incentivar o uso de hidrogênio verde como fonte de energia no País. “É preciso avaliar políticas públicas e priorizar as propostas em tramitação no Congresso Nacional sobre o tema”, disse.

Veja também: Eletromobilidade e a mudança climática

Carbono zero: saiba o que é a iniciativa para reduzir a emissão de poluentes

Descarbonização 

O hidrogênio possui alta densidade de energia, estabilidade, versatilidade e pode funcionar para armazenamento de energia, como hoje são as baterias. O debate sobre as oportunidades de uso do hidrogênio verde tem ganhado espaço dentro dos governos e de empresas em todo o mundo.

A proposta vai de encontro com o objetivo global de descarbonizar a economia até 2050. A ideia é reduzir a emissão de CO2 nas atividades, e uma das opções é o uso do hidrogênio. Mas, para isso, ele precisa ser produzido, já que é uma fonte de energia secundária.

Apesar de ser o elemento químico mais abundante no planeta, ele não é facilmente encontrado na natureza na forma pura. O hidrogênio verde é criado a partir da técnica de eletrólise, que separa o hidrogênio do oxigênio através do uso de fontes de energia renováveis, como o sol e o vento. No processo não há emissão de gases poluentes.

Há no mercado outras técnicas de produção, mas que são nocivas ao meio ambiente, entre elas o hidrogênio marrom, feito a partir do carvão mineral. Existe ainda o produzido a partir da biomassa ou biocombustíveis: o hidrogênio musgo. E também o hidrogênio cinza, técnica a partir do gás natural.

O Brasil tem grande potencial de produção do hidrogênio verde para consumo interno e exportação e tem apostado nessa tecnologia, o que coloca o País entre os players da agenda verde. Em janeiro, a ministra federal da Cooperação Econômica e Desenvolvimento da AlemanhaSvenja Schulze, disse que o Brasil poderá ser líder global na área.

Comissão

Foi estabelecido um cronograma que inclui audiências públicas e visitas a locais onde há projetos vinculados à produção de hidrogênio. O plano de ação ainda precisa ser votado pelos parlamentares.

Segundo a Agência Senado, no roteiro estão estados como Ceará, Bahia, Amazonas, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro. A ideia é que a comissão receba também contribuições de institutos de pesquisa, universidades, embaixadas e ministérios, entre eles Minas e Energia, Meio Ambiente e Ciência e Tecnologia.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Oposição aposta em PEC das Drogas para desgastar governo antes das eleições
Brasil

Oposição aposta em PEC das Drogas para desgastar governo antes das eleições

Há 2 dias

Volta do DPVAT: Senado pode votar projeto sobre seguro obrigatório para veículos na semana que vem
Brasil

Volta do DPVAT: Senado pode votar projeto sobre seguro obrigatório para veículos na semana que vem

Há 2 dias

Senado aprova isenção de IR para quem ganha até dois salários mínimos; veja o que muda
Economia

Senado aprova isenção de IR para quem ganha até dois salários mínimos; veja o que muda

Há 3 dias

O que diz a PEC das drogas aprovada pelo Senado e qual o impacto no julgamento do STF?
Brasil

O que diz a PEC das drogas aprovada pelo Senado e qual o impacto no julgamento do STF?

Há 3 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais