Esfera Brasil
Um conteúdo Esfera Brasil

Gastos de turistas estrangeiros chegam a US$ 673 milhões em fevereiro

Somados os valores de janeiro e fevereiro, a movimentação foi de US$ 1,47 bilhão

Rio de Janeiro é um dos cartões postais brasileiros no exterior. (Buena Vista Images/Getty Images)

Rio de Janeiro é um dos cartões postais brasileiros no exterior. (Buena Vista Images/Getty Images)

Esfera Brasil
Esfera Brasil

Plataforma de conteúdo

Publicado em 8 de abril de 2024 às 09h03.

Turistas estrangeiros gastaram US$ 673 milhões no Brasil no mês de fevereiro. Divulgado pelo Banco Central, o valor é 26,9% mais alto do que o registrado no mesmo período do ano passado, quando viajantes internacionais deixaram US$ 530 milhões no País.

Impulsionada pelo verão e pelo Carnaval, a cifra também ultrapassa a movimentação registrada em 2018, quando turistas oriundos de outros países gastaram no Brasil US$ 611,5 milhões em fevereiro.

"São excelentes resultados já nos primeiros dois meses deste ano, dando largada para um 2024 com uma atividade turística forte e que contribuirá, ainda mais, com a economia brasileira e com a geração de renda e de empregos [...] Vamos continuar investindo nas feiras e eventos internacionais, ampliando a visibilidade dos atrativos brasileiros", frisou o ministro do Turismo, Celso Sabino.

Somados os valores referentes aos meses de janeiro e fevereiro, a movimentação financeira desses turistas, acumulada nos dois primeiros meses do ano, foi de US$ 1,47 bilhão. Segundo a Embratur, o mês de fevereiro também teve o terceiro maior registro de entradas internacionais em território brasileiro. Houve 833.306 visitantes do exterior no período, com destaque para franceses e chilenos. No acumulado do ano, o registro está na casa de 1,79 milhão. O registro de entradas de turistas é feito pela Embratur em parceria com o Ministério do Turismo e a Polícia Federal.

“Esse resultado consolida uma tendência de crescimento que começou no ano passado. Em janeiro, batemos recorde histórico e, agora em fevereiro, não só batemos o recorde, como aumentamos significativamente a diferença do melhor resultado até então”, afirmou o presidente da Embratur, Marcelo Freixo. “O turismo gera emprego e renda lá na ponta, nos municípios, e é um setor majoritariamente de pequenas empresas. Isso representa mais desenvolvimento para as famílias e mais dinheiro circulando na economia”, reforçou.

Exigência de visto para três países

A partir desta semana, cidadãos da Austrália, Canadá e Estados Unidos passam a ter que cumprir exigência de emissão de visto prévio para poder entrar no Brasil. O documento será exigido em portos, aeroportos e fronteiras terrestres, para portadores de passaportes comuns que desejem permanecer no País por até 90 dias, prorrogáveis pelo mesmo período.

Segundo o Ministério das Relações Exteriores, a medida está baseada na reciprocidade de ações. A volta da exigência do visto derruba a decisão do governo Jair Bolsonaro que, em março de 2019, tinha dispensado a obrigatoriedade de apresentação desse tipo de documento no momento de entrada dos cidadãos desses países em território brasileiro.

Acompanhe tudo sobre:TurismoGoverno LulaJair BolsonaroBanco Central

Mais de Esfera Brasil

Letra de Crédito do Desenvolvimento cria novas condições para investimentos no Brasil

Para especialista, ações para recuperar RS devem envolver a população e priorizar prazos

Após R$15,3 bi em débitos de ICMS negociados, Acordo Paulista deverá contemplar devedores de IPVA

Programa Mover tem 69 empresas do setor automotivo habilitadas

Mais na Exame