Economia

Quem é Magda Chambriard? Conheça a nova presidente da Petrobras

Jean Paul Prates foi demitido do cargo nesta terça-feira pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva

Magda Chambriand, ex-diretora da Agência Nacional de Petróleo  (ANP/Divulgação)

Magda Chambriand, ex-diretora da Agência Nacional de Petróleo (ANP/Divulgação)

Agência o Globo
Agência o Globo

Agência de notícias

Publicado em 14 de maio de 2024 às 21h13.

Última atualização em 16 de maio de 2024 às 08h47.

Tudo sobrePetrobras
Saiba mais

Demitido nesta terça-feira pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva do cargo da chefia da Petrobras, Jean Paul Prates comunicou à equipe que Magda Chambriard será a nova presidente da empresa.

História profissional

Foi diretora-geral da Agência Nacional do Petróleo (ANP) entre 2012 e 2016. Antes de ingressar na ANP, foi funcionária de carreira da Petrobras, onde trabalhou por 22 anos. Engenheira, atua como consultora na área de energia e petróleo. Ela começou a carreira na Petrobras, em 1980, na área de produção. Ela também é mestre em Engenharia Química pela COPPE/UFRJ.

Segundo seu perfil no Linkedin, Chambriard atua como diretora da Assessoria Fiscal da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro desde abril de 2021. Ela também é sócia da empresa Chambriard Engenharia e Energia desde janeiro de 2018.

Outros nomes foram especulados para o cargo na estatal, como do atual presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Aloizio Mercadante, quadro histórico do Partido dos Trabalhadores. Diretora de Assuntos Corporativos da Petrobras, Clarice Coppetti também foi citada como um possível nome, assim como Bruno Moretti secretário de Análise Governamental (SAG) da Casa Civil, ligado ao ministro Rui Costa.

Prates foi demitido do cargo após uma crise iniciada com a decisão do Conselho de Administração da estatal de não distribuir dividendos extras (parcela do lucro destinada aos acionistas) de R$ 43,9 bilhões. Prates defendia a destinação de metade desses recursos e, após a decisão do conselho, as ações da estatal tiveram forte queda na Bolsa.

Acompanhe tudo sobre:PetrobrasMagda Chambriard

Mais de Economia

Tem base o “argumento do excesso de capacidade produtiva de veículos de nova energia da China”?

China ironiza tarifas anunciadas pelos EUA: 'O que não me mata, me fortalece'

Acordo sobre desoneração será levado adiante por meio de projeto de lei, e não mais via STF

Appy: 2º PL de regulamentação está bem avançado e será enviado logo ao Congresso

Mais na Exame