Produção industrial sobe 1,2% em novembro, diz IBGE

Após sete meses de alta, o setor acumula crescimento de 40,7%, eliminando a perda registrada entre março e abril

A produção industrial brasileira registrou alta de 1,2 por cento em novembro na comparação com o mês anterior, com destaque para o salto na produção de Bens de Capital, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira.

Na comparação com o mesmo mês do ano anterior, a produção subiu 2,8 por cento. O setor acumula perda de 5,5% em 2020 e queda de 5,2% em 12 meses.

Após sete meses de alta, o setor acumula crescimento de 40,7%, eliminando a perda registrada entre março e abril, momento de agravamento do isolamento social por conta da pandemia da covid-19. Mesmo com o desempenho positivo nos últimos meses, a indústria ainda se encontra 13,9% abaixo do seu nível recorde, alcançado em maio de 2011.

Em novembro todas as grandes categorias apresentaram alta na comparação com o mês anterior, com destaque para o aumento de 7,4% na produção de Bens de capital.

A fabricação de Bens de consumo duráveis aumentou 6,2%, enquanto a Bens de consumo semi e não duráveis cresceu 1,5%. Os Bens Intermediários tiveram ganho no período de 0,1%.

Entre as atividades com maior influência positiva está Veículos automotores, reboques e carrocerias, com aumento de 11,1%. O setor acumulou alta de 1.203,2% em sete meses consecutivos de crescimento na produção, superando em 0,7% o patamar de fevereiro.

De acordo com a pesquisa Focus mais recente realizada pelo Banco Central, a expectativa de economistas é de uma contração de 5% da produção industrial em 2020, passando a um crescimento de 4,78% neste ano.

(*Com informações da Reuters)

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 1,90

Nos três primeiros meses,
após este período: R$ 15,90

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.