Prévia da confiança da indústria indica leve recuperação em maio, diz FGV

Prévia indica que o índice saltará 2,4 pontos em maio, depois de ter registrado queda recorde a nova mínima da série histórica em abril

A prévia da confiança da indústria sinaliza alguma recuperação em maio diante da mudança nas expectativas dos investidores em relação aos próximos meses, de acordo com os dados divulgados nesta quinta-feira pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

Segundo a prévia da Sondagem da Indústria, o Índice de Confiança da Indústria (ICI) saltará 2,4 pontos em maio, a 60,6 pontos, depois de ter registrado queda recorde a nova mínima da série histórica no mês de abril.

A FGV disse em nota que “a leve alta da confiança em maio é resultado de uma reavaliação das expectativas dos empresários para os próximos três e seis meses”.

O Índice de Expectativas — que mede a percepção sobre o futuro da indústria — deve apresentar alta de 4,6 pontos, para 54,2 pontos, o que seria uma devolução de 10% da perda sofrida em abril.

Já o Índice de Situação Atual deve ficar praticamente estável, subindo de 67,4 pontos para 67,7 pontos no mês de maio.

O cenário se dá num momento de incerteza diante das medidas de contenção da pandemia de coronavírus, que interromperam as atividades empresariais e frearam os gastos do consumidor em todo o mundo.

Suporte a Exame, por favor desabilite seu Adblock.