Preço do açúcar só deve subir na safra 2019/2020, diz CEO da Alvean

Crescente produção na Índia, Tailândia e na União Europeia levou a excesso de açúcar no mercado mundial

Os preços do açúcar devem começar a se recuperar apenas por volta de 2020, já que o excesso de oferta global continuará a pesar sobre as cotações, disse nesta terça-feira o chefe-executivo da maior comerciante de açúcar do mundo, Alvean.

A crescente produção na Índia, Tailândia e na União Europeia levou a um superávit de açúcar no mercado mundial e os futuros do açúcar branco na ICE atingiram seu nível mais fraco em mais de nove anos nesta terça-feira, enquanto o açúcar bruto escorregou para uma mínima de 2 anos e meio.

Gareth Griffiths, que assumiu a presidência da Alvean no ano passado, estimou o superávit global de açúcar em 25 milhões de toneladas para as temporadas combinadas de 2017/18 e 2018/19.

"No curto prazo, os preços devem ficar menores", disse Griffiths à Reuters.

"É provável que os preços comecem a se recuperar durante o ano-safra brasileiro de 2019/20 ou no ano-calendário de 2020. Não é provável que aconteça antes disso", disse ele nos bastidores da conferência de açúcar da Platts Kingsman em Genebra.

A Alvean é uma joint venture entre o grupo agrícola norte-americano Cargill e a brasileira Copersucar estabelecida em 2014.

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.