Inflação no Japão sobe em julho pelo 7º mês seguido

É um sinal de que a economia está em progresso lento, mas estável, em direção à meta de inflação de 2% do banco central

Tóquio - O núcleo dos preços ao consumidor no Japão subiu 0,5 por cento em julho em comparação ao ano anterior para marcar o sétimo mês consecutivo de alta, um sinal de que a economia está em progresso lento, mas estável, em direção à meta de inflação de 2 por cento do banco central.

Mas o aumento ainda foi impulsionado em grande parte pelas contas de combustível maiores, uma vez que o crescimento salarial moderado desencorajou os consumidores a aumentarem seus gastos, ressaltando o desafio que o Banco do Japão enfrenta para alcançar seu ambicioso objetivo de preço.

O aumento do núcleo nacional do índice de preços ao consumidor (CPI), que inclui produtos de petróleo mas exclui os preços voláteis de alimentos frescos, correspondeu a uma previsão mediana do mercado e seguiu um ganho de 0,4 por cento em junho.

A economia do Japão cresceu no ritmo mais rápido em mais de dois anos no segundo trimestre, à medida que os gastos dos consumidores e das empresas se recuperaram.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.