CVM reduz para R$10 mi o piso para investidor profissional

CVM definiu em 10 milhões de reais nesta quinta-feira o piso para considerar um investidor na categoria de profissional

	Investimento: para a classificação de investidor qualificado, o piso foi mantido em 1 milhão de reais
 (Getty Images)
Investimento: para a classificação de investidor qualificado, o piso foi mantido em 1 milhão de reais (Getty Images)
Por Da RedaçãoPublicado em 17/12/2014 13:39 | Última atualização em 17/12/2014 13:39Tempo de Leitura: 1 min de leitura

Rio de Janeiro - A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) definiu em 10 milhões de reais nesta quinta-feira o piso para considerar um investidor na categoria de profissional, ante proposta inicial de 20 milhões.

Para a classificação de investidor qualificado, o piso foi mantido em 1 milhão de reais, como inicialmente sugerido inicialmente em audiência, disse a superintendente de desenvolvimento de mercado da autarquia, Flavia Mouta.

As novas regras entram em vigor em 1 de julho de 2015 e farão parte da instrução 554. Atualmente são considerados qualificados os investidores com ao menos 300 mil reais em recursos financeiros.

Antes dessa instrução, o mercado trabalhava com um conceito informal de investidor super qualificado, aquele com pelo menos 1 milhão de reais em recursos financeiros.